- PUBLICIDADE GOOGLE-

Trabalhadores da nova ETE Potecas são orientados sobre prevenção à dengue

Em sintonia com a campanha do Governo do Estado, a CASAN promove ações de prevenção à dengue no canteiro de obras da nova Estação de Tratamento de Esgoto de Potecas, uma das maiores obras de saneamento do Estado.

As orientações são compartilhadas com as equipes no início do turno de trabalho, no Diálogo Diário de Segurança (DDS). O objetivo é conscientizar os trabalhadores sobre a situação da dengue, os riscos, sintomas da doença e cuidados que devem ser seguidos no ambiente de trabalho e em casa.

Continua após o anúncio

“A fêmea do mosquito Aedes Aegypti deposita seus ovos em reservatórios de água limpa que levam sete dias para se tornarem mosquitos. Então, temos esse tempo para eliminá-los enquanto ainda estão no estágio larval”, explica a engenheira ambiental Larissa Andrade, da ANX Engenharia e Arqueologia, empresa que executa na nova ETE Potecas o Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos e de Construção Civil. As ações fazem parte do plano de gestão ambiental do empreendimento, aprovado pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA).

“Diariamente verificamos se o acondicionamento, o armazenamento e a destinação dos resíduos estão ocorrendo da maneira adequada, visando o combate à proliferação de vetores”, complementa a engenheira ambiental.

Continua após o anuncio

Os trabalhadores também são orientados a usar repelente, que é disponibilizado pela construtora, juntamente com o protetor solar. Equipes de segurança e meio ambiente também verificam na obra da CASAN se há algum local que possa se tornar criadouro do mosquito.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News
Fotos: Acervo CASAN

A nova ETE Potecas vai substituir a unidade construída na década de 80 com tecnologia de lagoas de estabilização. A nova infraestrutura vai tratar o esgoto em sistema de lodos ativados por aeração prolongada, com controle de odor e remoção complementar de fósforo, o que vai garantir maior qualidade do efluente final.

Continua após o anúncio

O investimento previsto é de R$ 270 milhões, para atendimento de uma população de 328.494 habitantes na primeira etapa, podendo chegar a 437.992 com ampliação das redes de coleta. Moradores da parte continental de Florianópolis e de São José serão beneficiados.

Fonte: Governo SC

Continua depois do anúncio: FP

- CONTEÚDO PROMOVIDO -

Veja Mais