- PUBLICIDADE GOOGLE-

Forças de Segurança do Estado atuam em caso da menina morta pela mãe e pelo padrasto

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / SECOM

A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu os dois autores da morte da menina de 3 anos, que estava desaparecida desde a segunda-feira, 4, em Indaial. O caso também mobiliza equipes da Polícia Científica de Santa Catarina em exames periciais. Os presos, mãe e padrasto, cuja prisão temporária foi decretada pelo Poder Judiciário da Comarca de Indaial, foram encaminhados ao Presídio e se encontram à disposição da Justiça.

Continua após o anúncio

Inicialmente, os pais da criança criaram uma narrativa de que a menina teria sido sequestrada, porém, com o avançar das investigações, ficou comprovado que as alegações do casal foram combinadas entre eles e não se sustentava.

O carro citado como suspeito foi identificado pela equipe de investigação. Ficou constatado que se tratava apenas de mais um artifício criado pelo casal para tentar despistar a polícia e criar um cenário de possível sequestro da criança.

Continua após o anuncio

Ao longo da quarta-feira, 6, o delegado Filipe Martins ouviu 12 pessoas e, com o avançar das investigações, foi possível desconstruir a narrativa combinada dos pais (mãe e padrasto) que, por fim, acabaram por confessar o crime.

Segundo apurado, após agredirem a criança e perceberem que a menina estava sem vida, os dois concordaram em se livrar do corpo e decidiram colocar a vítima numa mala e enterrar o corpo nas proximidades da BR-470. 

Continua após o anúncio

O padrasto da menina indicou o local onde estava o corpo, que foi encontrado pela Polícia Civil, tendo sido acionada imediatamente a Polícia Científica para os exames periciais de praxe. Também foi  realizada perícia de local de crime na residência do casal, onde foram encontrados diversos vestígios de sangue.

A Polícia Civil também conseguiu coletar imagens de câmeras de monitoramento do momento exato em que o casal se livra da mala utilizada para transportar o corpo da criança.

O delegado aguarda laudos periciais da Polícia Científica para determinar a forma como a criança foi morta.

Polícia Científica mobiliza equipes e realiza exames

A Polícia Científica de Santa Catarina está empenhada nos exames periciais desde a noite de quarta-feira, 6. Foram realizados exames minuciosos no local e entorno, nas proximidades da BR-470, na residência da família, bem como efetuado o exame necroscópico da vítima.

Coletas de material e vestígios foram devidamente realizadas, sendo encaminhadas para análise nos laboratórios especializados da Polícia Científica. O propósito destes exames é estabelecer de maneira precisa a dinâmica do ocorrido e contribuir para a identificação da autoria do crime.

A Polícia Científica segue incansavelmente atuando no processamento dos vestígios visando a conclusão dos exames. Os resultados serão prontamente disponibilizados à Polícia Civil para subsidiar a investigação. A Polícia Científica reitera seu compromisso irrevogável com a ciência, a busca pela verdade e a garantia da justiça.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News(Foto: Divulgação Polícia Científica de SC)

Fonte: Governo SC

Continua depois do anúncio: FP

- CONTEÚDO PROMOVIDO -

Veja Mais