- PUBLICIDADE GOOGLE-

Projeto que cria a Rota Turística Caminhos da Erva-Mate é sancionado pelo governo

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Deputado Lunelli. Fonte: assessoria parlamentar.

Continua após o anúncio

Já está em vigor, a lei que cria a Rota Turística Caminhos da Erva-Mate na região do Planalto Norte de Santa Catarina. A iniciativa, de autoria do deputado estadual Antídio Lunelli (MDB), foi aprovada em novembro do ano anterior no plenário da Alesc, e nesta segunda-feira foi sancionada pelo governador Jorginho Mello (PL).

De acordo com a lei, fazem parte da rota turística da Erva-Mate, os municípios de: Bela Vista do Toldo, Canoinhas, Irineópolis, Mafra, Major Vieira, Monte Castelo, Papanduva, Porto União, Itaiópolis e Três Barras. Futuramente, outros municípios catarinenses também poderão se integrar à rota.

Continua após o anuncio

A partir de agora, essas cidades poderão divulgar e promover toda a cadeia produtiva da erva-mate, destacar os pontos turísticos, preservar cada vez mais a cultura regional, contribuir com a abertura de novos negócios, além de aquecer a economia local e fomentar o desenvolvimento socioeconômico da região. Para Lunelli, as estratégias para o desenvolvimento econômico do estado também incluem a visibilidade e fortalecimento das vocações locais e regionais.

”Como defensor da bandeira do fortalecimento do ecossistema dos negócios do estado, entendo que é importante valorizar e fornecer as bases para que a nossa economia cresça também regionalmente. É nas cidades que os catarinenses vivem, trabalham, empreendem, então é para lá que os nossos olhares precisam se concentrar também. E quando fazemos isso, unindo potencial econômico à valorização da cultura, tradição e raízes de cada região, estamos, de fato, promovendo o desenvolvimento socioeconômico de Santa Catarina”, pontua Lunelli.

Continua após o anúncio

Erva-mate no Planalto Norte
A atividade comercial da erva-mate no Planalto Norte existe há mais de 150 anos e os seus ervais são, na maioria, formados por plantas nativas, sem espécies exóticas e sem agrotóxicos, além disso, a região conta com características climáticas que favorecem o cultivo de um produto de qualidade. Estima-se que a região produza anualmente, 100 mil toneladas de erva-mate, exportando cerca de 70% para Uruguai, Chile, Argentina, Paraguai, além de países da Europa.

Fonte: Agência ALESC – Gabinetes

Continua depois do anúncio: FP

- CONTEÚDO PROMOVIDO -

Veja Mais