- PUBLICIDADE GOOGLE-

Faixa exclusiva para motos será realidade na BR 101, afirma Sérgio Guimarães

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

O deputado Sergio Guimarães é autor de projeto de lei que trata da implantação de faixas para motos nas rodovias estaduais
FOTO: Giovanni Kalabaide

Continua após o anúncio

Em conversa com o diretor de Operações da Auto Pista Litoral Sul (Arteris), Antônio Cesar Ribas Sass, o deputado estadual Sérgio Guimarães recebeu a confirmação de implantação de faixa exclusiva para motocicletas na BR 101, no trecho que compreende a Grande Florianópolis. De acordo com o diretor, foi realizado um estudo para avaliar a possibilidade e o cenário aponta que é possível destinar um corredor especifico para quem anda de moto. “A intenção é que em meados de 2024 possamos implantar essa faixa que terá 1,4 metros de largura”, disse.

A afirmação foi feita sob condicionante da entrega do contorno viário da Grande Florianópolis, que está previsto para o período entre junho e julho deste ano. De acordo com Sass, a garantia é graças a redução de caminhões trafegando por esse trecho e utilizando o novo percurso pelas pistas do contorno.

Continua após o anuncio

Conforme Sérgio Guimarães, a notícia tem inúmeros benefícios. Entre eles, a redução de acidentes com motos na região, com vidas salvas e prejuízos econômicos reduzidos. O poder público também pode sentir efeitos positivos com a faixa exclusiva. “Com menos acidentes, menos gente vai para o setor de traumas dos hospitais da região, deve reduzir ainda o volume de pessoas que ficam impossibilitadas de garantir o sustento da própria família, sem falar na fluidez do trânsito”, destacou.

Sérgio Guimarães foi o político catarinense que trouxe esse tema para o estado. Após análise de modelos existentes, apresentou um projeto de lei que tramita na Assembleia Legislativa e prevê a instalação de motofaixas em rodovias estaduais de Santa Catarina. O texto, que foi bem recebido pelo governo estadual, já passou nas principais comissões do Parlamento estadual. “Fomos a São Paulo, estado pioneiro no modelo, e lá vimos que as mortes anuais foram praticamente zeradas anualmente onde tem faixa exclusiva”, afirmou.

Continua após o anúncio

A capital paulista implantou a faixa nas principais vias da cidade. Recentemente teve ampliação e os dados apontam saldo positivo. A intenção em Santa Catarina é contar com a recepção de prefeitos e tornar a medida uma ferramenta de segurança no trânsito para quem trafega com veículos sobre duas rodas. “Se vidas importam, temos que buscar mecanismos para poupá-las e tenho feito isso com esse projeto que logo deve ir a plenário para apreciação dos outros 39 deputados estaduais”, ressaltou.

Em São Paulo, o deputado chegou a percorrer um trecho de moto, o que deu a ele dimensão de como funciona na prática. Também andou por perímetro sem o espaço exclusivo e sentiu o risco iminente pela troca repentina de faixa pelos carros. “quando se tem a faixa o motorista sabe que ali pode vir uma moto e a atenção é redobrada, já onde não tem todos podem ser pegos de surpresa.” Avaliou.

Ainda sobre a proposta, para saber como os moradores e motoristas avaliam o modelo em São Paulo, Sérgio Guimarães conversou com taxistas e motoristas de aplicativos. Segundo Guimarães, nenhum profissional questionou o sistema e pelo contrário, pediram ampliação dos trajetos.

De volta a Santa Catarina, o parlamentar já discutiu a ideia com o prefeito de Florianópolis, Topázio Neto, que recebeu com bons olhos a proposta. Diante disso, a ideia é que num futuro breve seja realidade em cidades como Palhoça, São José e Biguaçu. Em Santa Catarina existem pelo menos 1 milhão de registros no Detran desse tipo de veículo.

“É importante provocar novos modelos e a motofaixa vai dar mais condições a quem usa moto para se deslocar, trabalhar ou até mesmo para lazer, com segurança e respeito mútuo no trânsito”, finalizou.

Fonte: Agência ALESC – Gabinetes

Continua depois do anúncio: FP

- CONTEÚDO PROMOVIDO -
Redação SC Hoje
Redação SC Hoje
Da redação do Portal SC Hoje News. DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU. Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e envie sua mensagem por e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp 48 99208.8844

Veja Mais