- PUBLICIDADE GOOGLE-

CIATox/SC divulga Boletim Epidemiológico sobre Plantas e Fungos

O Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox/SC) iniciou o ano com a publicação do III Boletim Epidemiológico que aborda a série histórica de 2014 a 2022 dos acidentes envolvendo plantas e fungos. O centro é uma unidade pública da Secretaria de Estado da Saúde (SES), referência em Toxicologia Clínica para toda Santa Catarina.

O relatório tem objetivo de divulgar os principais casos de acidentes envolvendo plantas tóxicas e fungos. “Esses acidentes ocorrem majoritariamente com crianças na faixa etária de 1 a 4 anos. O CIATox quer alertar a população em geral e os profissionais da saúde que esses acidentes ocorrem na maioria das vezes em casa, ou seja, com plantas que estão disponíveis nas nossas residências. Podemos destacar, por exemplo, a planta Comigo Ninguém Pode, uma planta comum, encontrada nas casas. Além delas, temos o caso do avelós, alguns cogumelos, Espada de São Jorge, entre outras tantas plantas tóxicas que podem estar envolvidas em casos de intoxicação. Esse boletim também tem como objetivo mostrar as principais medidas de prevenção e o que fazer em casos de acidentes com essas plantas”, explica Camila Marchioni, coordenadora de comunicação do CIATox/SC e professora de Toxicologia da UFSC.

Continua após o anúncio

Na série histórica analisada, foram registrados 1.804 atendimentos de casos humanos envolvendo plantas e fungos. Mais de 75% dos acidentes ocorreram nas residências e a maioria dos casos evoluiu para cura. 

Os casos envolvendo crianças (de 0 a 14 anos) representaram 47,8% do total e as plantas mais envolvidas nessa faixa etária foram: comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia spp), taioba-brava (Colocasia spp) e zamioculca (Zamioculca zamiifolia). Nos acidentes envolvendo indivíduos acima de 15 anos de idade, os agentes mais envolvidos foram: cogumelos, avelós (Euphorbia tirucalli) e comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia spp).

Continua após o anuncio

O CIATox/SC possui atendimento em regime de plantão permanente 24 horas, por meio telefônico e/ou presencial, nas intoxicações e envenenamentos. O serviço é subordinado à Superintendência de Serviços Especializados e Regulação (SUR) da SES/SC e mantém um acordo de cooperação técnica com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O centro fica localizado junto ao Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC-EBSERH).

O III Boletim Epidemiológico apresenta dados mais detalhados e demais informações. Acesse AQUI.

Continua após o anúncio

Mais informações para a imprensa:
Gabriela Ressel 
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde
(48) 99134-4078
[email protected]

www.saude.sc.gov.br

Fonte: Governo SC

Continua depois do anúncio: FP

- CONTEÚDO PROMOVIDO -
Redação SC Hoje
Redação SC Hoje
Da redação do Portal SC Hoje News. DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU. Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e envie sua mensagem por e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp 48 99208.8844

Veja Mais