- PUBLICIDADE GOOGLE-

PMF dá prazo a moradores e lacra tubulação na primeira semana de 2024

A Prefeitura de Florianópolis, por meio das ações da Blitz Sanear, identificou novas irregularidades sanitárias e lacrou mais uma tubulação clandestina na primeira semana de ações de fiscalização de esgoto em 2024. Além do bloqueio dos canos, casos foram repassados à Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente) e Visa (Vigilância Sanitária Municipal).

Continua após o anúncio

O bairro Campeche, no Sul da ilha, recebeu as primeiras atividades do ano. No local, cerca de três denúncias foram atendidas, com uma delas confirmada. Na Rua do Bié, foi identificada uma tubulação clandestina desaguando direto em um bueiro da via, a qual foi lacrada pela equipe técnica. Também foi sinalizado entupimento de algumas CIs (caixas de inspeção) da rua. A prefeitura repassou o problema à Casan, que deverá fazer a manutenção dos dispositivos e verificar a situação de todas as CIs do endereço.

Na rua Laura Duarte Prazeres, a Blitz voltou a um dos imóveis anteriormente identificados com irregularidades de descarte de esgoto em boca de lobo. O morador já realizou a correção de todos os pontos hidráulicos da residência. A Vigilância Sanitária ainda deverá investigar a infiltração e vazamento em via pública de uma fossa instalada na calçada da Servidão Macieira, identificada durante os trabalhos no bairro.

Continua após o anuncio

Já no Saco dos Limões, na Travessa dos Antúrios, uma denúncia anônima relatou lançamento de esgoto em rede pluvial do endereço. No local, a equipe visitou um imóvel, aplicou teste de corante e confirmou a chegada dos efluentes domésticos direto no bueiro. O morador alegou que possui um biodigestor na residência com autorização para descarte na rede. A Vigilância Sanitária aplicou prazo de 10 dias para apresentação da LAO (Licença Ambiental de Operação), comprovando autorização para o descarte.

Na rua Custódio Fermino Vieira, moradores denunciaram novo descarte de esgoto a céu aberto, com relatos de que um vizinho estaria escoando os próprios efluentes pela descida do morro e desaguando em casas com terrenos mais baixos. A região é considerada área de preservação e o caso foi encaminhado imediatamente à Floram e à Vigilância Sanitária.

Continua após o anúncio

Canal de denúncias

A Prefeitura de Florianópolis possui meios de comunicação gratuitos para a realização de inspeções domiciliares ou denúncias contra crimes ambientais e de saúde relacionados ao descarte irregular de esgoto. O principal canal para registrar queixa à Ouvidoria é o número de WhatsApp (48) 8482-9617. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

A Blitz Sanear é um programa executado pela Prefeitura de Florianópolis por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Vigilância Sanitária Municipal, Floram e Casan.


Fonte: Prefeitura de Florianópolis – SC

Continua depois do anúncio: FP

- CONTEÚDO PROMOVIDO -
Redação SC Hoje
Redação SC Hoje
Da redação do Portal SC Hoje News. DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU. Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e envie sua mensagem por e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp 48 99208.8844

Veja Mais

Mais Lidas

RECEITAS