Atleta de taekwondo e treinadora recebem moção de aplauso da Alesc

Continua após a Publicidade

O atleta de taekwondo Davi da Luz Mattos, 14 anos, e sua treinadora, Suéllen Schmitz Bittencourt, campeões da 38ª edição dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc), em Timbó, da Copa de Santa Catarina de Taekwondo, em Balneário Camboriú, e dos Jogos Escolares Brasileiros (Jebs), no Rio de Janeiro, foram homenageados na tarde desta quarta-feira (21), com moção de aplauso da Assembleia Legislativa.

O proponente da homenagem foi o deputado Sergio Motta (Republicanos). Ele explicou que há dois anos Davi descobriu que estava com a doença celíaca (doença autoimune causada pela intolerância ao glúten), e que seu intestino estava inflamado e não absorvia mais os nutrientes da alimentação. Ao iniciar o tratamento, o jovem começou a participar do projeto social da igreja em que congrega e a treinar taekowndo. Somente neste ano, ele conquistou os três campeonatos que participou, com dez lutas invictas.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

“Temos que incentivar a nossa juventude a praticar esportes e o Davi é um campeão, um exemplo. Quando a nossa juventude está no esporte não vai ter tempo para as drogas, para as más companhias, nada mais justo do que inserir os jovens na pratica esportiva. Nós aqui, no Parlamento, somos incentivadores de crianças e adolescentes a praticarem o esporte para terem um futuro melhor.”

Bastante tímido, Davi lembrou que começou a treinar em 2021 e que se interessou pelo esporte depois que descobriu que as aulas não eram apenas para se defender, mas que havia competições. “Essa homenagem é muita representativa, acaba incentivando outras pessoas que não praticam o esporte a se interessarem.”

A treinadora Suéllen salientou o fato de que Davi vem se destacando no esporte há um ano. “Não é normal isso ocorrer num período tão curto, mas ele venceu todas as competições que participou neste ano, então ele vem fazendo 100% de aproveitamento, isso é excelente.”

Como mestre, ela destaca que a homenagem do Parlamento catarinense é muito significativa. “Principalmente por lembrar que o taekowndo não é só para defesa pessoal, mas está tirando as crianças das ruas, só pelo fato da criança estar lá treinando, fora das ruas, fazendo esporte, viajando pelo estado e pelo Brasil, já está salvando a criança.”

Fonte: Agência ALESC

Continua após a Publicidade