Ana Campagnolo seguirá na defesa de pautas conservadoras e da livre iniciativa

Continua após a Publicidade

“Acredito que o resultado nas urnas, me fazendo a mais votada na história de Santa Catarina,  confirma que as pautas que nós defendemos neste primeiro mandato tem o apoio popular e responde a um nicho e ao anseio da população”, avalia a professora e deputada reeleita, Ana Campagnolo (PL), que ganhou notoriedade por ser defensora de movimentos como o chamado “Escola sem partido” e antifeminista. Ela bateu o recorde no Parlamento catarinense ao conquistar nas eleições de outubro deste ano 196.571 votos, 4,88% dos votos válidos no Estado.

Segundo a deputada, essas pautas, principalmente a defesa de uma educação livre de uma doutrinação marxista, com a possibilidade dos pais serem os protagonistas na escolha do gênero de educação e na qualidade que vai ser oferecida, defendendo o direito ao Homeschooling (Educação Domiciliar), que já existe em outros países, foi primordial para sua reeleição.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

“Vamos continuar defendendo a mulher conservadora, não acredito que exista uma pauta identitária (refere-se a posições políticas baseadas nos interesses e nas perspectivas de grupos sociais com os quais cidadãos se identificam), que possa representar todas as mulheres, mas que exista um grupo de mulheres, muito consolidado e forte que é o grupo de mulheres conservadoras, que precisa de uma representação nesta Casa.”

A deputada afirma ainda que vai continuar lutando pelo que sempre defendeu: a vida desde a concepção até a morte natural, a redução de impostos, o agricultor catarinense, a liberdade econômica, a livre iniciativa, que os empresários consigam produzir com liberdade, que Santa Catarina consiga continuar no topo, na economia, agronegócio e nas indústrias, como também um polo cultural. “Que nosso estado continue sendo esse estado conservador, essas são bandeiras que defendo.”

Em relação ao governador eleito, Jorginho Mello (PL), a deputado afirma que tem certeza que terá um relacionamento muito bom. “Nós nos demos muito bem, ele abriu um espaço para mim dentro do partido, me ajudou a construir essa trajetória de ser a deputada mais votada na história de Santa Catarina. Acredito nos mesmos valores que ele demonstrou até aqui, uma atenção, um carinho com o empresário, sem abandonar, claro, as necessidades sociais e, por ele estar alinhado com o presidente Jair Bolsonaro, acredito que isso nos torne alinhados.”

Trajetória
Graduada em história, pós-graduada em literatura portuguesa e professora da rede pública e privada desde 2009, Ana Campagnolo é natural de Itajaí, mas atuou no magistério em Chapecó. Em 2018 foi eleita deputada estadual com 34.825 votos. Palestrante e militante da causa pró-vida e do movimento Escola Sem Partido, atualmente comanda o Clube Campagnolo e o Clube Antifeminista, com mais de 10 mil alunos inscritos. Autora de três livros: “Feminismo – perversão e subversão”, “Guia de bolso contra mentiras feministas” e “Ensino domiciliar na política e no direito”.

Fonte: Agência ALESC

Continua após a Publicidade