Hospital São José de Joinville inaugura novo Acelerador Linear para radioterapia

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Na quinta-feira (15/12), o Hospital Municipal São José (HMSJ), inaugurou oficialmente o acelerador linear, equipamento que permite a realização das técnicas mais avançadas de radioterapia, trazendo vantagens e segurança na execução do tratamento dos pacientes oncológicos.

A solenidade ocorreu no Memorial do Hospital São José e teve a presença do prefeito Adriano Silva e da vice-prefeita Rejane Gambin, secretários municipais, vereadores, autoridades e servidores da Unidade.

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

O novo acelerador linear instalado no Hospital São José é o mais moderno equipamento para tratamentos de radioterapia do Sul do país.

Atualmente, cerca de 46 pacientes oncológicos do HMSJ estão utilizando o equipamento, que possui capacidade para até 100 atendimentos diários.

De acordo com o prefeito Adriano Silva, a implantação do acelerador linear é um trabalho iniciado em 2019, que exigiu diversas tratativas e documentos para, efetivamente, entrar em funcionamento.

“Estamos muito felizes com essa entrega para o Hospital São José. É um equipamento de altíssima tecnologia e que dá condições de muito mais precisão nos tratamentos de radioterapia. Com certeza, é uma grande conquista para os joinvilenses e para todos os pacientes de oncologia que passam pelo Hospital”, afirmou o prefeito.

Para o diretor-presidente do HMSJ, Arnoldo Boege Junior, o novo acelerador linear representa um marco para a saúde de Joinville, inovação que ganhará ainda mais expressividade com a chegada do segundo equipamento, prevista para o início de 2023.

“Com os dois aparelhos em funcionamento, e através de um software que gerencia e integra os sistemas de radioterapia e tomografia, seremos um dos mais modernos serviços de radioterapia”, declarou Boege.

Os dois equipamentos custaram R$ 16 milhões, sendo R$ 14 milhões do Governo Federal e R$ 2 milhões em contrapartidas do município, que também investiu cerca de R$ 1,5 milhão nas obras de adequação do espaço.

Adequações técnicas e estruturais

O Acelerador Linear Halcyon foi instalado no setor de radioterapia do HMSJ no mês de setembro, mas aguardava liberação de uso pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) do Governo Federal.

Para obtê-la, todo o setor de radioterapia foi revitalizado e passou por adequações estruturais e técnicas.

Entre as melhorias realizadas, estão a transferência da pastilha de cobalto do equipamento anterior para o novo, instalação de nova rede elétrica, atualização da rede de tecnologia da informação (TI), implementação de interface do setor de tomografia com os computadores dos médicos que podem acompanhar os procedimentos em tempo real, instalação de equipamento de tomografia que atua de forma integrada à radioterapia, entre outras.

Segurança, agilidade e assertividade

Um dos importantes benefícios do novo acelerador linear é que o equipamento permite tratamentos mais rápidos, conseguindo reduzir, por exemplo, sessões que poderiam durar de 15 a 20 minutos, para apenas 5 minutos.

“Em se tratando de rede pública, onde temos uma grande demanda de pacientes, é uma técnica muito boa, porque tratamos mais pessoas, em menor espaço de tempo”, avalia o médico radio-oncologista do HMSJ, Leonardo Vieira Polli.

Outra vantagem relatada por Polli é que a tecnologia permite tratamentos mais específicos, conseguindo atingir áreas mais nobres e proteger aquelas mais sensíveis. “De maneira geral, 80% dos pacientes de oncologia passam pela radioterapia. Como a nova tecnologia, temos um tratamento com mais eficácia e menos risco de complicação”.

Outra questão priorizada foi a humanização do espaço. “Propusemos isso ao colocar painéis coloridos nos ambientes, inclusive nas salas de radioterapia, para deixar o local mais agradável para o paciente. O tratamento de oncologia não pode ser uma pedra na história do paciente, apenas um ponto e vírgula onde ele faz o tratamento e continua sua vida de forma normal”, pontua o médico.

Assim como o espaço, toda a equipe profissional do setor oncológico do Hospital São José prioriza o atendimento humanizado.

Em tratamento de câncer de mama desde o mês de setembro do ano passado, a advogada Rossana Eccel comemora a chegada à reta final com o início das sessões de radioterapia.

“Desde a recepção, a etapa do atendimento pela enfermagem, tudo está bem humanizado e organizado. Acompanhei a construção do espaço de radioterapia enquanto fazia o tratamento de quimioterapia e ficou muito bom, bem humanizado. Passei pelas consultas, soube que o tratamento seria com um equipamento mais moderno e fiquei confiante”, declarou Rossana.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Fonte: Prefeitura de Joinville

Continua após a Publicidade