Prefeitura pede apoio aos Fundos do Idoso e da Infância e do Adolescente via IR

Continua após a Publicidade

O Programa de Acolhimento Familiar, implantando em 2009 pela Administração Municipal de Chapecó, via secretaria de Assistência Social, beneficia atualmente 86 pessoas que não tinham com quem morar ou alguém para cuidar delas. São crianças, adolescentes ou idosos que estão em famílias acolhedoras ou extensas, que recebem um salário mínimo por pessoa para fazer este serviço social, bancado pela Prefeitura. Uma das famílias é de Sirlei Dal Ponte, que cuida de três idosas, uma delas com 88 anos. Somente neste programa são investidos R$ 115 mil mensais, segundo o prefeito João Rodrigues. Mais R$ 170 mil mensais são destinados ao Centro de Convivência do Idoso.

Com o objetivo de ampliar os programas sociais voltados a estes públicos, a Prefeitura de Chapecó realizou na manhã desta quinta-feira, no Centro de Eventos, um café da manhã com as famílias acolhedoras, equipes da Secretaria de Assistência Social, empresários e contadores

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

O contador geral do município, Roberto Zolet, explicou que podem ser doados até 6% do Imposto de Renda para os fundos.

O prefeito João Rodrigues destacou que podem ser doados 3% para cada um dos fundos.

“A Administração não vai deixar de dar sua parcela, mas sabemos que tem mais gente que precisa deste apoio e recursos do Imposto de Renda que saem do município podem ser aplicados aqui”, destacou.

A secretária de Assistência Social, Elisiani Sanches, destacou a importância dese apoio da comunidade para fortalecer as políticas de acolhimento.

Também estiveram presentes no ato o vice-prefeito Itamar Agnoletto, a primeira dama Fabiana Matte Rodrigues, o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Manoel de Souza Netto Brasil, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso, Eliane Saugo, o presidente do Sindicont, Everton Bortolotto, o representante da Acic, Valdair Angheben, o representante da classe empresarial, Nelson Akimoto, vereadores e outros representantes da comunidade.

Fonte: Prefeitura de Chapecó SC

Continua após a Publicidade