Prefeito assina decreto de liberdade econômica, que alivia burocracia a quem exerce atividade de baixo risco no município

Continua após a Publicidade

Na manhã desta quarta-feira, dia 14, o prefeito Mário Hildebrandt assinou decretou nº 14.235 de 2022 que ratifica a lei federal 13.874/2019 e a estadual 18.091/2021 que tratam exclusivamente sobre a Lei da Liberdade Econômica e que atinge as atividades consideradas de baixo risco.

Além do chefe do Executivo, a assinatura contou com a presença da vice-prefeita Maria Regina de Souza Soar, dos secretários de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Empreendedorismo (Sedec) Felipe Rodrigues, de Gestão Governamental Paulo Costa, da Fazenda César Poltronieri e de Planejamento Urbano Éder Boron, além de vereadores e entidades ligadas ao setor, como a Acib, Ampe, CDL e Sescon. 

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Com a medida, a Prefeitura de Blumenau reforça e dispensa às pessoas ou empresas que exercem atividades de baixo risco no município a necessidade da obtenção dos alvarás de funcionamento e localização, previstos no Código de Posturas de Blumenau, além de outras licenças em âmbito municipal.

Na prática, o decreto reforça que todas as atividades de baixo risco podem funcionar no município sem a necessidade de qualquer ato público de liberação, entre eles as licenças de autorização, concessão, cadastro, alvarás, credenciamento, estudo, além do plano registro.

O decreto também reforça que os agentes (pessoas ou empresas) das atividades de baixo risco não estão isentos das demais obrigações estabelecidas na legislação, especialmente as de proteção do meio ambiente, uso da ocupação do solo e também as tributárias.

“É um benefício que atinge os empreendedores de Blumenau e também as pessoas de fora da cidade e que têm a intenção de empreender. Com o decreto, estamos transformando efetivamente o município em um ambiente mais adequado com mais liberdade ao empreendedorismo, permitindo desta forma gerar mais emprego e renda“, diz o prefeito, Mário Hildebrandt.

Para a Sedec, o decreto representa mais um esforço do Executivo em prol do avanço da economia, já que deverá impactar diretamente para o aquecimento do setor e atuar também como agente facilitador para o aumento da produção das atividades de baixo risco exercidas em Blumenau. Reforçando que o setor do comércio está entre os maiores beneficiados com a medida, já que comporta o maior número de atividades nesta categoria.

Consulta de Viabilidade

O decreto também determina que fica facultada à pessoa ou empresa que exerce atividade de baixo risco a realizar Consulta de Viabilidade para Estabelecer, com o objetivo de se assegurar do cumprimento dos requisitos legais exigidos à implantação do empreendimento no local pretendido.

Neste caso, caso a Consulta de Viabilidade resultar adequada, a pessoa ou empresa com o registro e legalização da atividade, poderá obter o Atestado de Dispensa de Alvará de Localização e Funcionamento. Para mais detalhes, o decreto pode ser consultado junto ao site da Prefeitura: www.blumenau.sc.gov.br neste link https://leismunicipais.com.br/prefeitura/sc/blumenau.

Lei de Liberdade Econômica

A Declaração de Direitos de Liberdade Econômica por meio da Lei 13.874 de setembro de 2019 do Governo Federal e da Declaração Municipal de Direitos de Liberdade Econômica por meio da Lei 9.189 de abril de 2022 (estadual) asseguram às pessoas, incluindo empresas, de desenvolver atividade econômica de baixo risco sem a obrigação de atos públicos de liberação. Ou seja, exercer a atividade sem o peso da burocracia.

Dessa forma, um cidadão pode colocar em prática uma ideia de empreendimento com total autonomia, criando não só uma atividade, mas também gerando empregos e contribuindo para o desenvolvimento econômico de um jeito mais rápido e simples. Além disso, facilita ao cidadão torna-se o agente fomentador do setor econômico, contribuindo para tornar a própria cidade em um ambiente mais atrativo para se trabalhar e viver.

Com a Lei Estadual 18.091/2021, que veio para regulamentar a Lei Federal 13.874/2019, Santa Catarina conta com uma lista “exemplificada” de quais são consideradas as atividades de baixo risco. Além disso, também permitiu aos próprios municípios a elaboração das atividades que podem ser classificadas nesta categoria. Vale reforçar que o Estado conta atualmente com 300 atividades consideradas de baixo risco.

Assessor de Comunicação: Joni César

postada em 14/12/2022 11:17 – 43 visualizações

Fotos

Fonte: Prefeitura de Blumenau SC

Continua após a Publicidade