Comissão de combate às drogas encerra ano e faz balanço das atividades

Continua após a Publicidade

A Comissão de Prevenção e Combate às Drogas da Assembleia Legislativa realizou, no começo da tarde desta quarta-feira (14), a reunião de encerramento das atividades em 2022. O encontro também marcou a despedida do deputado Ismael dos Santos (PSD) da Presidência do colegiado. O parlamentar, a partir de 2023, estará na Câmara dos Deputados.

Ismael apresentou os principais itens do balanço de atividades da comissão em 2022. Segundo ele, o colegiado realizou eventos em 34 municípios catarinenses, alcançando mais de 3,5 mil crianças e adolescentes com ações voltadas principalmente à prevenção das drogas. O número de eventos só não foi maior em virtude das restrições impostas pela legislação eleitoral.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

O parlamentar também destacou que o Programa Reviver, pelo qual o Estado dá apoio financeiro para vagas em comunidades terapêuticas especializadas na recuperação de dependentes químicos, atendeu, neste ano, 1,5 mil pessoas. Atualmente, o programa oferta 700 vagas espalhadas em 70 comunidades catarinenses.

“Missão dada, missão cumprida”, resumiu Ismael. “Trabalhamos sempre com base no tripé prevenção-acolhimento-repressão. Avançamos muito, principalmente com o Reviver, mas ainda temos muitos desafios pela frente. Mais do que nunca é necessário o envolvimento de todos os poderes e da sociedade civil no enfrentamento das drogas, que seguem como uma ameaça à nossa sociedade”, completou.

Ismael foi responsável pela criação da comissão permanente da Alesc específica para a questão das drogas e a presidiu desde o início dos trabalhos, em 2013. Ele foi parabenizado pelos membros da comissão que acompanhavam a reunião. Os deputados Sergio Motta (Republicanos), Fernando Krelling (MDB) e Luciane Carminatti destacaram o trabalho do presidente à frente do colegiado e desejaram sorte a ele no mandato de deputado federal.

“É um trabalho que trouxe muitos resultados para Santa Catarina, um marco no enfrentamento da questão das drogas”, afirmou Luciane. “O deputado Ismael deixa um legado na comissão e na Assembleia. Muitas famílias catarinenses recuperaram sua dignidade e a tranquilidade em seus lares graças a esse trabalho”, completou Krelling.

Fonte: Agência ALESC

Continua após a Publicidade