Prefeitura de Joinville certifica microempreendedores do programa Salto Aceleradora

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

A Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (SDE), em parceria com o Sebrae/SC, certificou 37 microempreendedores individuais que participaram do programa Salto Aceleradora de MEIs.

Durante dez semanas, os microempreendedores participaram de oficinas com módulos temáticos de autodesenvolvimento, modelo de negócios, mercado, finanças, marketing e vendas. As aulas foram ministradas na sede do O Farol.

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Ao final da formação, cada um apresentou a uma banca avaliadora um plano de trabalho do seu negócio. Entre as propostas, dez foram selecionadas e três foram destacadas vencedoras.

O primeiro lugar foi conquistado pela microempreendedora Taine Mello que criou o Beer Box, uma choperia itinerante equipada com torneiras de chopp, uma churrasqueira giratória que prepara espetinhos e geladeira expositora para bebidas tradicionais.

Graduada em marketing, Taine sempre trabalhou como empregada, mas era desafiada pelo marido a ter o seu próprio negócio.

“Meu marido é empreendedor e, desde jovem, sempre gostou muito de empreender. Ele me falava sobre abrir a minha empresa, mas eu não me via em negócios tradicionais. Quando morei fora do Brasil comecei a apreciar cervejas e decidi apostar no segmento”, conta Taine.

A empreendedora foi ao Rio de Janeiro conhecer uma empresa fabricante do beer truck que também apresentou novas possibilidades para o negócio sobre rodas.

E ela relembra: “Inicialmente pensei só no chopp, mas eles mostraram a opção de incluir a churrasqueira. A partir daí, montei meu plano de negócios, analisei a viabilidade e comprei o beer truck”.

E foi durante uma pesquisa sobre documentação no site da Prefeitura de Joinville, que Taine tomou conhecimento do programa Salto Aceleradora.

“Eu já tinha bastante coisa estruturada, mas queria mais clareza principalmente sobre a área financeira, precificação, fluxo de caixa. Com o Salto Aceleradora, atualizei a tabela de preços e também aprendi mais sobre separar os custos do meu negócio dos meus pessoais, já que também utilizo uma pequena estrutura que tenho montada em casa”, relata.

Outro ponto destacado pela microempreendedora foi a troca de experiências vivenciada durante a formação: “É muito interessante conhecer as vivências dos outros empreendedores e ver que você não está só, tomar como experiência o que aconteceu com o outro”.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Fernando Bade, o programa Salto Aceleradora oferece ferramentas e metodologias para os empreendedores que desejam iniciar seu negócio e saber como administrá-lo.

“O MEI é a porta de entrada para quem nunca empreendeu. E aqueles que iniciam como microempreendedores têm ideias e vontade, mas precisam buscar conhecimento para iniciar o seu negócio e ter sucesso”, afirma.

Em Joinville, a iniciativa é resultado de uma parceria entre o Sebrae e a Prefeitura, por meio do Programa Cidade Empreendedora. O Salto Aceleradora é um programa operado pelo Impact Hub Floripa, uma rede global de apoio a empreendedores, que tem como foco impulsionar o desenvolvimento socioeconômico através dos microempreendedores individuais

Fonte: Prefeitura de Joinville

Continua após a Publicidade