Ideias, tecnologia e solução de problemas marcam a Feira de Robótica das escolas municipais de Criciúma

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

A socialização de ideias, protótipos e projetos dos Clubes de Robótica que buscam proporcionar uma solução para os problemas do cotidiano marcaram os acontecimentos da Feira de Robótica de 2022. A feira foi realizada pela Secretaria Municipal de Educação, em parceria com três instituições: Sociedade de Assistência aos Trabalhadores do Carvão (Satc), Serviço Social da Indústria (Sesi) e com a Associação Beneficente Abadeus, reunindo trabalhos dos estudantes do 5o ao 9o de 33 escolas da rede municipal de ensino de Criciúma. O evento ocorreu entre quinta-feira (8) e sexta-feira (9) no Hall do Paço Municipal.

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

A execução dos Clubes de Robótica dentro das salas de aula é benéfico para todos que participam. A robótica é um ramo promissor para o futuro e tem a capacidade de abranger diversas áreas. Como, por exemplo, a Matemática, Física, Artes, raciocínio lógico e até a comunicação na escrita e na fala. Dessa forma, pelos benefícios é um projeto que precisa ser mantido em desenvolvimento com os estudantes em nossas escolas municipais”, destacou o secretário municipal de Educação, Celito Cardoso.

Segundo o coordenador da Tecnologia Educacional, Angelo Machado Bortolon, os estudantes precisavam desenvolver protótipos voltados para solucionar os problemas que enfrentam na escola, comunidade e nas suas próprias casas.“Os projetos foram executados com base nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e com os objetivos desenvolvidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Em cada projeto percebemos um grande engajamento por parte dos alunos, notando-se que eles gostaram e se empenharam em cada passo realizado, desde a escrita da ideia até a finalização do trabalho que vieram expor e apresentar”, ponderou.

O coordenador ainda frisou, que essa é a terceira maior mostra realizada pelos Clubes de Robótica. “Desde 2019, quando o nosso clube iniciou sempre percebemos evoluções e melhoras. Assim, nossa finalidade para a feira do próximo ano é trazer projetos maiores e, ainda mais, inovadores para o âmbito social, educacional e tecnológico”, pontuou.

Aprendizado e trabalho em equipe

De acordo com a professora do Clube de Robótica, Ana Paula Rabello Gonçalves, observar a evolução dos alunos desde a construção do projeto até a apresentação é o melhor sentimento dos professores. “Ver e observar eles focados apresentando não apenas com a parte técnica, mas também com todo sentimento que eles construíram pelo projeto é algo que encanta e emociona todos nós que ensinam e acompanham todos eles”, contou.

A estudante Isabela Casagrande de Sousa, participou da feira apresentando o projeto ‘Placa Girassol’ que tem a finalidade de conseguir captar toda a luz solar que uma placa solar imóvel não conseguiria. O trabalho foi desenvolvido percebendo que as placas imóveis em partes do dia acaba desperdiçado a luz solar, e com o desenvolvimento da Placa Girassol a energia solar consegue ser aproveitada 45% a mais.

Durante a construção do projeto fortalecemos o nosso trabalho em grupo, já que somos uma equipe e um time que tem que se ajudar para conseguir solucionar os problemas que encaramos. Além disso, ampliamos os nossos conhecimentos na área da robótica, porque tinha vários assuntos que não sabíamos sendo uma prática e um momento muito benéfico para todos nós”, concluiu a estudante.

Fonte: Prefeitura de Criciúma

Continua após a Publicidade