Padre Pedro defende políticas para dar fim à violência contra a mulher

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

O deputado Padre Pedro Baldissera (PT) destacou, no plenário da Alesc, que hoje, dia 6 de dezembro, é o Dia de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra a Mulher. “Pauta do contexto nacional que fizemos questão de trazê-la para SC, criando a lei 14.488 de 2014, de minha autoria, com o objetivo de trazer os homens para essa discussão, trabalhar a superação da cultura machista e construir um futuro melhor, que supere os tristes números atuais de violência.”

Santa Catarina figura entre os estados com maior índice de violência. O número de ocorrências de lesão corporal dolosa entre 1º de janeiro e 30 de outubro de 2020 foi de 11.446. No mesmo período em 2021, foram 11.973 e, em 2022, 13.306 casos.

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

“Não dá pra conviver com esta triste realidade. Mais de 70% das agressões e mortes acontecem dentro de casa, onde deveria ser o espaço da maior segurança e tranquilidade e é exatamente o local onde o problema se acentua”, lamentou.

Padre Pedro disse que em 2021 foram requeridas 19.702 medidas protetivas em SC, segundo dados do Tribunal de Justiça de SC, contra 21.111 este ano, até final de novembro, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado. “Dados que nos remetem à inquietação e agonia.”

Segundo ele, é o momento de construir ações e políticas para que possamos viver de um novo modo e acabar com este tipo de violência. “É inconcebível, no século em que estamos, conviver com este tipo de violência e ainda dentro das casas.”

Juliana Wilke
Assessoria Coletiva | Bancada do PT na Alesc | 48 3221 2824  [email protected]
Twitter: @PTnoparlamento | Facebook: PT no Parlamento

Fonte: Agência ALESC – Gabinetes

Continua após a Publicidade