Chuvas em SC: Casan atua nos reparos de adutora; confira situação das rodovias e demais ações do estado

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Em decorrência das fortes chuvas na região de Santo Amaro da Imperatriz, a movimentação de terreno provocou o rompimento de uma adutora no rio Pilões, na madrugada deste sábado, 3. Equipes da Casan já estão no local atuando nos reparos. Na região da Grande Florianópolis, uma das mais castigadas pelas fortes chuvas ao longo da semana, grande parte das redes de energia que foram destruídas estão recuperadas, neste sábado. Nas rodovias estaduais, a situação ainda é de alerta por conta do risco de deslizamento de encostas.

Em Santa Catarina, segundo a Defesa Civil estadual, até agora, 32 cidades reportaram ocorrências, sendo que muitas ainda não fizeram registros por conta do trabalho intenso nas ações de resposta. Por determinação do governador Carlos Moisés, toda a estrutura do Governo do Estado permanece mobilizada para atuar na pronta resposta e no auxílio humanitário à população afetada.

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Casan

As fortes chuvas na região de Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis, causaram movimentação de terreno que acabou rompendo uma adutora de água bruta no Rio Pilões nesta madrugada. Com isso, a capacidade de vazão de Pilões reduziu em 50%.

O sistema integrado, que funciona também com a captação no rio Cubatão, está atendendo a demanda, porém, como o consumo está acima da média, as partes mais altas e finais de rede em São José e Biguaçu estão prejudicados.

As equipes trabalham para concluir o reparo até a tarde deste sábado. A CASAN pede aos usuários que façam uso consciente da água até que o sistema seja restabelecido.

Celesc

Na noite desta sexta-feira, 2, após incansável trabalho envolvendo 34 equipes de eletricistas em veículos leves e outras 11 em caminhões, de diversas regiões do estado, por volta das 21h foi possível recuperar grande parte das redes de energia destruídas pelas fortes chuvas que caíram nos últimos dias nos municípios da Grande Florianópolis.

Neste momento, o fornecimento de energia foi restabelecido a 90% das unidades consumidoras de Rancho Queimado. Nos municípios de Santo Amaro da Imperatriz e de Águas Mornas a energia elétrica voltou a ser fornecida a 80% dos clientes, enquanto em Angelina aproximadamente 50% das unidades consumidoras estão energizadas.  O abastecimento também inclui as regiões centrais destas cidades.

A Celesc continua atuando em todas as regiões atingidas até a completa recuperação do sistema elétrico. Enquanto isso, a Companhia reforça o pedido de que seus consumidores considerem a rede energizada e mantenham a distância. Não toque em fios partidos ou soltos na rua e avise imediatamente à Companhia pelo telefone de Emergência: 0800 048 0196.

Situação nas rodovias

A situação ainda é de alerta nas rodovias estaduais afetadas pelas chuvas em Santa Catarina. A orientação é que mesmo trechos que estão com tráfego liberado devem ser evitados, pois solo e encostas ainda estão encharcados.

O agravamento de rachaduras na pista da SC-477, trecho de Rio Negrinho a Doutor Pedrinho, conhecido como Serra Véu de Noiva, no Norte de Santa Catarina, e o risco de deslizamentos na região, levaram à interdição da rodovia na noite desta sexta-feira, 2. 

A situação será reavaliada no local durante o dia, neste sábado, 3, quando equipes coordenadas pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade trabalharão na recuperação emergencial. 

A SC-418, Serra Dona Francisca, também no Norte, segue com bloqueios noturnos. A expectativa é trabalhar nos trechos durante o fim de semana, mas liberar o tráfego em meia nos pontos com obras.

Ainda que o sol tenha aparecido nesta sexta-feira em algumas regiões castigadas pelas chuvas nos últimos dias, a recomendação é para que os catarinenses evitem transitar nas rodovias estaduais afetadas, pelo menos por enquanto. Com previsão de mais umidade para o fim de semana, o solo e as encostas permanecem encharcados, o que favorece novos incidentes de deslizamentos e perdas de pista.

Confira a situação das rodovias estaduais em SC afetadas pelas chuvas

Norte

SC 477, Doutor Pedrinho, Serra Véu de Noiva

  • Interrupção total do tráfego de veículos. Situação é monitorada
  • Escorregamento com trincas na pista

SC-418, Serra Dona Francisca, no Norte de SC

  • Tráfego interrompido a partir das 20h desta sexta-feira, 2, durante a noite
  • Trânsito volta a ser liberado durante o dia, com trechos em meia pista para realização de obras emergenciais de recuperação
  • Houve quedas de barreiras, rachaduras e rompimento de pista

Grande Florianópolis

SC-108 Angelina/Major Gercino

  • Trânsito interrompido 
  • Queda de ponte 

SC-108, Angelina/Rancho Queimado

  • Trânsito em meia pista
  • Deslizamento no KM 220

SC-108, Angelina

  • Tráfego permitido apenas para carros pequenos
  • Queda de encosta no KM 187, limpeza em andamento 

SC-281, entre São José e São Pedro de Alcântara

  • Tráfego em meia pista
  • Rota não é recomendada a veículos pesados. Com caminhões passando pelo trecho em função do fechamento da BR-282, ponte no KM 34 está deteriorada pelo sobrepeso
  • Situação é monitorada e, se for necessário, ponte será interditada
  • Rota alternativa: SC-407, município de Antônio Carlos

Vale

SC-108, de Brusque a São João Batista e de São João Batista a Major Gercino

  • Trânsito em meia pista
  • Alagamentos de pista

SC-410 – São João Batista e Canelinha

  • Trânsito em meia pista
  • Alagamentos em pontos diversos entre os KMs 20 e 26

Sul

SC-108, comunidade de Taipa, em São Ludgero

  • Trânsito em meia-pista
  • Perda de pista no KM 343

SC-370, localidade de Aiurê, Grão-Pará

  • Trânsito em meia pista
  • Trincas na rodovia sendo monitoradas no KM 108

SC-436, São Martinho

  • Interditada
  • Queda de ponte no KM 22,3
  • Desvio pela SC-435 e Rua Alfredo Hulse

Rodovia Ivane Fretta, Tubarão

  • Interditada nos dois sentidos
  • Alagamento

* Atualizado às 22h do dia 2 de dezembro – Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade

Situação de emergência

De acordo com o relatório informativo mais recente elaborado pelo Grupo de Ações Coordenadas da Defesa Civil (Grac-DCSC) divulgado às 20h30 da noite desta sexta, até o momento, 32 municípios reportaram ocorrências em virtude do evento de chuvas

intensas, diversos municípios ainda não conseguiram registrar suas ocorrências pois estão atingidos ou com suas equipes totalmente empenhadas nas ações de resposta.

Em Santa Catarina, 30 municípios já decretaram situação de emergência. São eles: Araquari, Campo Alegre, Canelinha, Canoinhas, Corupá, Doutor Pedrinho, Garuva, Gaspar,

Guaramirim, Itajaí, Itapoá, Jaraguá do Sul, Joinville, Luiz Alves, Massaranduba, Major Gercino, Mafra, Nova Trento, Orleans, Palhoça, Paulo Lopes, Rio dos Cedros, Rio Negrinho, Rodeio, São Bento do Sul, Santo Amaro da Imperatriz, Schroeder, Timbó, Tijucas e Três Barras.

Previsão do tempo

Conforme o serviço de meteorologia da Defesa Civil, a previsão é de pancadas de chuvas e temporais isolados entre sábado e domingo. “Essa chuva não vai ser persistente, mas vem na forma de pancadas. Ela deve ser pontualmente mais forte em algumas cidades”, alerta o meteorologista Victor Meirelles.

Fonte: Governo SC

Continua após a Publicidade