Prefeitura de Joinville libera trânsito na Estrada Quiriri após recuperação da via

Continua após a Publicidade

A Secretaria de Infraestrutura Urbana de Joinville (Seinfra) informa que o tráfego de veículos estará totalmente liberado na Estrada Quiriri, em Pirabeiraba, a partir das 18h desta quinta-feira (1/º12). Equipes da secretaria finalizam o trabalho de reconstrução de parte da estrada que cedeu com as fortes chuvas dos últimos dias.

“Logo na segunda-feira, pedi prioridade máxima nesta reconstrução. Os servidores envolvidos no trabalho estão de parabéns! A complexidade do que eles conseguiram desenvolver em pouco mais de 48 horas enche Joinville de orgulho. Foi uma obra complexa realizada em tempo recorde”, elogia o prefeito Adriano Silva, que acompanhou a conclusão da obra no local.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

O restabelecimento do tráfego ocorre pouco mais de 48 horas após o início dos trabalhos. A força e o volume das águas da chuva levaram as pedras da margem do rio na segunda-feira (28/11), à noite. Na terça-feira (29/11) de manhã, a Unidade Regional de Obras de Pirabeiraba trabalhava no local para fazer a retirada de uma árvore de grande porte que caiu nas proximidades. Já na sequência, a equipe da Seinfra iniciou a recuperação da via.

“Foi preciso utilizar 800 metros cúbicos de pedra para colocar na margem direita do Rio Quiriri, o equivalente a material transportado por 69 caminhões”, explica Paulo Mendes Castro, diretor da Seinfra.

Durante a recuperação do trecho, o trânsito ficou em meia pista. Equipes orientaram os motoristas no sistema siga e pare. Somente ônibus e caminhões ficaram impedidos de passar por um período. Agora, com o fim da obra emergencial, o tráfego volta ao normal. A Seinfra vai também refazer a pavimentação em paver do trecho afetado na estrada.

Ponte do Quiriri de Baixo

Equipes da Seinfra iniciam nesta sexta-feira (2/12) a limpeza na área da ponte de acesso ao Quiriri de Baixo, em Pirabeiraba. Será preciso verificar a situação dos fundamentos da ponte e isso só será possível quando as águas baixarem. Para então, iniciar a reconstrução da ponte.

Fonte: Prefeitura de Joinville

Continua após a Publicidade