Defesa Civil acompanha comitiva japonesa em áreas de risco do município

Continua após a Publicidade

Os integrantes da Japan Internacional Cooperation Agency – JICA e os técnicos do Ministério do Desenvolvimento Regional – MDR acompanharam a Defesa Civil entre outros técnicos da Prefeitura de Blumenau, na última quarta-feira (30) em visita a quatro localidades no município consideradas como áreas de risco.

A vinda da comitiva japonesa ao Brasil é uma continuidade do Projeto de Fortalecimento da Estratégia Nacional de Gestão Integrada de Desastres Naturais – GIDES, iniciado em 2016. Nesta oportunidade, os técnicos asiáticos analisam áreas de risco adequadas a receberem a metodologia aplicada por eles em desastres naturais. Lembrando que o Japão é um país referência em obras de engenharia contra fenômenos climáticos, como terremotos, maremotos e movimentação de massa.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Conhecido como projeto sabo permeável, esta técnica de obra de contenção de autoria japonesa, faria a função de absorver e conter todo tipo de detrito, em um eventual deslizamento de terra, expelindo na ocasião apenas a água e amenizando o impacto na hora da queda da barreira.

Segundo o secretário da Defesa Civil, Carlos Olímpio Menestrina, na cidade há pelos 157 pontos de área de risco que poderiam receber algum tipo de contenção. “Destas áreas mapeadas pela nossa equipe técnica, filtramos e selecionamos quatro delas, que são área de maior densidade demográfica, onde uma obra desta magnitude contemplaria um número maior de famílias”, reforça.

Entre estes locais pré-selecionados, que a Defesa Civil apresentou a comitiva japonesa, as ruas Rua José Rautemberg, Arnoldo Regis e João Raulino, estas no bairro da Velha Central e mais a Rua Leopoldo Kunh, no Vorstadt. Duas destas já com histórico de deslizamento de terra e outras duas com alto risco para movimentação de massa, podendo assim atingir inúmeras residências em suas respectivas vizinhanças.

Para o prefeito Mário Hildebrandt, é uma grande honra para Blumenau participar deste projeto. “Devido ao nosso histórico de desastres naturais, Blumenau foi uma das três cidades brasileiras selecionadas pelo Japão, para receber o projeto sabo, o que é um grande privilégio pra gente, ter a oportunidade de se proteger e proteger nossa população com uma obra desta complexidade”, enaltece.

Após estas visitas a campo, novas análises serão feitas entre Defesa Civil, JICA e o próprio Ministério do Desenvolvimento Regional, até que uma destas localidades apresentadas seja de fato o ponto selecionado a receber o projeto sabo.

Recepção aos japoneses

Desde terça-feira (29) na cidade, a comitiva do JICA e os representantes do MDR foram recepcionados pelo prefeito Mário Hildebrandt e pela prefeita Maria Regina Soar. Os secretários de Defesa Civil, Carlos Olímpio Menestrina, de obras, Michael Maiochi e de planejamento urbano, Éder Boron também participaram deste ato. Na ocasião foi apresentado uma perspectiva de Blumenau e das dificuldades geológicas que estamos submetidos. Posteriormente os visitantes conheceram a sede da Defesa Civil, onde iniciaram as primeiras análises sobre as quatro áreas de risco selecionadas.

Assessor de Comunicação: Fernando Gonzaga 

postada em 01/12/2022 08:21 – 17 visualizações

Fotos

Fonte: Prefeitura de Blumenau SC

Continua após a Publicidade