Celesc atua para recuperar sistema elétrico atingido pelas chuvas em SC

Continua após a Publicidade

Após dias de chuvas intensas que atingiram diversas regiões do estado, a Celesc informa que continua atuando com força total para recomposição do sistema elétrico afetado. Às 10h de quinta-feira, 1, cerca de 35,4 mil unidades consumidoras estavam sem energia.

No momento, a região da Grande Florianópolis é a que demanda mais atenção, com 840 ocorrências registradas às 10h, especialmente nos municípios Águas Mornas, Angelina, Antônio Carlos, Rancho Queimado, Santo Amaro da Imperatriz, São José (Colônia Santana, Flor de Nápolis, Forquilhinhas, Sertão do Imaruim), Palhoça (Brejarú, Passa Vinte), Florianópolis (Campeche).

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Neste momento, 26 equipes de atendimento leve e 11 equipes com caminhões atendem as ocorrências na região. Eletricistas da Unidade Tubarão foram deslocados para atender demandas localizadas na Pinheira e Praia do Sonho, enquanto 2 equipes leves e 1 equipe pesada vieram de Itajaí para reforçar o atendimento na Grande Capital. 

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News
Região de Rancho Queimados e Angelina foram afetadas Foto: Ascom/Celesc

Mais 4 equipes leves de outras regiões do estado estão em deslocamento para ajudar nestes atendimentos. A principal dificuldade dos profissionais em campo é o acesso aos locais, devido às cheias de rios, córregos e deslizamentos de terra.

No Norte catarinense, a falta de acesso devido a deslizamentos de terra ocorridos em alguns locais, prejudica o atendimento das equipes que estão em campo.

Já na região Leste, 15 equipes de atendimento leve e pesado da Celesc atuam desde sábado no atendimento às ocorrências relacionadas às chuvas. Os profissionais tentam acesso a cerca de 20 unidades consumidoras na região de Tijucas, situação que deve ser solucionada hoje.

No Planalto Serrano, 17 equipes de emergência leves estão prestando atendimento, mas a situação já é considerada sob controle. Neste momento, localidades do município de Bom Retiro inspiram maior atenção.

No Vale do Itajaí, Meio Oeste e Oeste Catarinense o volume de ocorrências é considerado normal. 

Fonte: Governo SC

Continua após a Publicidade