Programa de Acolhimento Familiar beneficia 85 pessoas em Chapecó

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Uma das ações da Secretaria de Assistência Social de Chapecó é o Programa de Acolhimento Familiar, que beneficia 85 pessoas, entre famílias acolhedoras e família extensa.

O acolhimento familiar é um programa que inclui pessoas em situação de vulnerabilidade no âmbito familiar, para que não fiquem institucionalizadas. Por meio desta ferramenta o poder público municipal acolhe crianças ou adolescentes, pessoas com deficiência e idosos.

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

“Nós captamos as famílias, fazemos a entrevista inicial e as que atenderem aos critérios exigidos pelo programa, passam por um processo de habilitação e capacitação para receber o acolhido. Nesse sentido, avaliamos as condições tanto das famílias quanto dos que necessitam de acolhimento para incluir alguém que se enquadre naquele meio a fim de garantir o sucesso do acolhimento”, explicou a psicóloga Stela Baez Machado, da equipe técnica da Secretaria de Assistência Social.

Uma das cadastradas para receber acolhidos é Sirlei Dal Ponte, que tem em sua casa três mulheres já idosas. Elas não têm com quem ficar e por isso foram acolhidas. Já o formado de família extensa é quando é identificado algum familiar próximo ou até mesmo distante, que tenha algum vínculo com o acolhido a fim de mantê-lo inserido em seio familiar.

No domingo passado foi realizada uma atividade de encerramento do programa, no Parque de Exposições Tancredo Neves, no bairro Efapi. No evento estiveram aproximadamente 240 pessoas, entre os atendidos pelo Serviço de Acolhimento Familiar e pelo Frentes de Trabalho.

“A Administração Municipal de Chapecó realiza obras, viadutos, asfalto mas o mais importante é o cuidado com as pessoas. Muitas delas não tem mais familiares, não tem para onde ir e, graças a este programa, tem uma casa um lar, onde são bem cuidadas”, disse o prefeito João Rodrigues, que esteve no evento.

A secretária de Assistência Social, Elisiani Sanches, destacou a importância de que as empresas façam doações aos fundos municipais dos Idosos e das Crianças e Adolescência, destinando parte do Importo de Renda para estas ações.

Também estiveram presentes no evento, que contou até com entrega de presentes pelo Papai Noel, a diretora de Proteção Social Especial, Jeanice Baez, o gerente de Cidadania e Renda da Secretaria de Assistência Social, André Pagnussat, o suplente de vereador Dimes Scolari, que ajudou a fazer o risoto no tacho para todos os participantes, além da colaboração de equipe do Aeroporto de Chapecó e outras empresas parceiras.

Fonte: Prefeitura de Chapecó SC

Continua após a Publicidade