Prêmio Fritz Müller: IMA entrega troféus aos vencedores de 2022

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Projetos de 10 empresas e instituições, divididos em 12 categorias, receberam o Prêmio Fritz Müller de 2022 na noite desta terça-feira, 29. A cerimônia desta 23ª edição reuniu mais de 100 convidados, autoridades e premiados na sede da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), em Florianópolis.

A premiação é o maior reconhecimento ambiental do estado, concedido por meio do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina a iniciativas que resultam em benefícios para o desenvolvimento sustentável.

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Em seu discurso de abertura, o presidente do IMA, Daniel Vinicius Netto, enalteceu os investimentos realizados por esta gestão no Instituto, que deixaram o órgão mais moderno, ágil e eficiente. Destacou ainda que a maior missão do IMA é garantir a preservação dos recursos naturais de Santa Catarina, principalmente por meio do licenciamento ambiental, a fiscalização e gestão das Unidades de Conservação.

“É dever do Estado cuidar desse patrimônio natural, nossas 10 Unidades de Conservação, mas precisamos também do comprometimento de toda a comunidade na preservação do meio ambiente. Estive recentemente na COP27, no Egito, e ouvi diversas vezes o alerta ambiental mundial de que a janela está se fechando. Portanto, cada atitude da população, cada projeto ambiental, tem impacto e é importante. Por isso, quero parabenizar todos os vencedores deste prêmio, pois não é fácil gerar desenvolvimento, emprego, renda, pagar impostos, sem dilapidar os recursos naturais. Os senhores estão de parabéns”, finalizou.

O evento também reverenciou uma personalidade destaque com o Prêmio Raulino Reitz de Conservação da Natureza, prestou uma homenagem especial ao governador Carlos Moisés de reconhecimento aos investimentos do Governo do Estado no IMA, e entregou a menção honrosa a uma personalidade atuante na área de educação ambiental.

O evento também foi transmitido ao vivo pelo canal do IMA no YouTube.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News
Foto: Antonio Carlos Mafalda / Especial / Secom

Conheça os vencedores e as categorias:

Agricultura Sustentável: a vencedora foi a Epagri – Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina – com o projeto: “Melhoramento genético da macieira: tecnologias para o desenvolvimento econômico e ambientalmente sustentável da fruticultura brasileira (Melhora Maçã)”.

Conservação de Insumos de Produção (água): a Portobello foi a vencedora com o projeto: “Embaixadores do meio ambiente Portobello”.

Conservação de Insumos de Produção (energia): a Schulz Compressores foi a vencedora com o projeto: “Avaliação de ciclo de vida de produtos”.

Controle da Poluição: a Aurora Coop foi a vencedora com o projeto: “Ecotruck: veículos elétricos como fonte alternativa de energia e controle de poluição na Aurora Coop”.

Conservação de Recursos Naturais e da Vida Silvestre: a RPPN Catarinense foi a vencedora com o projeto: “Apoio à elaboração de planos de manejo para RPPNs em Santa Catarina”.

Educação Ambiental: a vencedora foi a Escola da Fazenda com o projeto: “Sala Verde”.

Gestão Ambiental: a Whirlpool foi a vencedora com o projeto: “Gestão Ambiental”
Projetos Socioambientais: a Core Case foi a vencedora com o projeto: “We Nature”.

Reciclagem: a BMW do Brasil venceu com o projeto: “Segunda vida para baterias de veículos elétricos”.

Recuperação de Áreas Degradadas: a Epagri foi a vencedora com o projeto: “Revitalização do Rio Água Verde em Canoinhas”.

Turismo Ecológico e Sustentável: venceu a Epagri com o projeto: “Caminho da Mata Atlântica”.

O Prêmio Raulino Reitz de Conservação da Natureza foi concedido ao professor Francisco Antonio da Silva Filho. Com atuação marcante na área ambiental, o biólogo, natural de Florianópolis, mestre em botânica, está entre as 10 pessoas que mais coletaram plantas na Ilha de Santa Catarina e com uma ampla atuação na área da ciência.

A Menção Honrosa foi concedida pelo IMA à educadora Lúcia Margarida Currlin Japp, pelo seu trabalho na área de educação ambiental e pela defesa do meio ambiente.

Sobre o Prêmio

O nome da premiação é uma homenagem ao importante naturalista alemão Johann Friedrich Theodor Müller, que viveu em Santa Catarina por 45 anos e completou em 2022 o seu bicentenário de nascimento.

Considerado um revolucionário, estudioso do meio ambiente e precursor da ecologia, Fritz Müller foi aclamado como príncipe dos observadores da natureza.

Em mais de 40 anos de história, o prêmio já foi entregue a mais de 400 empreendimentos e personalidades na área ambiental. Nesta edição, concorreram 88 projetos de empresas públicas e privadas de todo o estado.

Fonte: Governo SC

Continua após a Publicidade