Alesc é sede do Encontro Estadual de coordenações do Programa Câmara Mirim

Continua após a Publicidade

A Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina sedia o Encontro Estadual de Coordenadores e Coordenadoras do Programa Câmara Mirim nesta quarta-feira (30). O evento, que ocorre no Plenarinho Deputado Paulo Stuart Wright, reúne representantes dos parlamentos de 89 cidades catarinenses para uma série de palestras e mesas-redondas.

De acordo com Lea Medeiros, gestora do Núcleo de Educação para a Democracia da Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira, a meta é capacitar os coordenadores das Câmaras Mirins para que possam ter autonomia na consolidação dos projetos em seus municípios. “É um momento de troca de experiências, de aperfeiçoamento e qualificação dos coordenadores e coordenadoras do programa que atuam no estado”, explicou.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Além das 89 Câmaras existentes, segundo censo realizado há dois meses pela Escola do Legislativo, há mais 26 cidades em processo de instalação do Legislativo mirim. “Em 2023 vamos chegar a quase 30% do total de municípios. É um programa de letramento político, de simulação no qual eles vivenciam o que é o Poder Legislativo e, vivenciando este poder, eles aprendem a entender o que é a política, qual o papel da política na sociedade e como eles podem, por meio da política, melhorar ainda mais a qualidade de vida das pessoas do seu município”, destaca Lea. Para ela, ainda que os participantes não continuem na vida política institucional, eles passam a ter um aprendizado da vivência de uma cidadania ativa, de poder participar em qualquer espaço da vida.

Uma das palestrantes, Ana Cláudia Lustosa, coordenadora de Educação para a Democracia da Câmara dos Deputados, fala sobre letramento político e a relação dos programas nos parlamentos e de que maneira os conceitos se associam. Sua pauta inclui também a maneira como as atividades são organizadas. “Para que os estudantes do ensino médio ou fundamental possam ter experiências, possam viver práticas democráticas e, com isso, construir conhecimento, desenvolver habilidades e internalizar valores que são tão importantes para a manutenção da democracia”, citou.

Fortificação e envolvimento
Joel Luis Corrêa, coordenador da Câmara Mirim de Jaraguá do Sul, participa pela segunda vez do evento.  De acordo com ele, o Legislativo da cidade vem participando também dos encontros dos vereadores organizados pela Alesc. “Estamos sempre presentes por acreditar que os eventos ajudam na troca de experiências, na construção e na fortificação do trabalho que a gente desenvolve lá nas Câmaras Municipais”, relatou.

Há seis anos na coordenação em sua cidade, Corrêa disse que tem percebido o envolvimento principalmente das escolas. “Elas têm buscado a participação no programa por causa da credibilidade que a gente vem ganhando no trabalho de formação para a democracia. Não trabalhamos a política partidária, mas a política que está envolvida em todos os lugares. Tem na escola, na igreja, na família. E a política faz bem, então a gente procura trabalhar para mostrar que a discussão política faz bem e por meio dela que a gente contribui para a vida ficar melhor na nossa comunidade. Estamos formando os cidadãos do presente, com o objetivo de falar das funções do Poder Legislativo, porque esses estudantes são multiplicadores, levam para a escola tudo o que aprenderam”, comentou.

Experiência nova
Além de coordenadores, o encontro na Alesc reúne também alguns parlamentares da nova geração. É o caso de Eloise Lovato, 15 anos, presidente da Câmara Mirim de Piratuba. “É a primeira vez que sou vereadora, uma experiência totalmente nova e é muito legal participar. Nosso objetivo é conseguir trazer o melhor para o nosso município. Sempre deixamos claro no começo do nosso mandato que vamos trabalhar com educação e respeito”, contou. Na opinião dela, é necessário fazer uma política diferente e mostrar que se pode trabalhar em grupo. “Quero fazer um bom trabalho agora para que depois eu possa entrar na política e já tenha aquele passado com uma história muito boa. A gente quer mostrar que boas pessoas existem, que caráter existe”, argumentou.

Vice-presidente da Câmara Mirim de Piratuba, Tailana Gabriele Pilger, 13 anos, reforça que o objetivo é trazer uma política com transparência e sem partido. “Para não ocorrer uma concorrência. Pois, querendo ou não, sempre que há concorrência há uma barreira para o que se quer fazer. E às vezes a gente pode querer fazer o melhor para o município e não consegue por causa disso”, justificou. Ela também pensa em, no futuro, participar ativamente da política. “Eu quero ser presidente da República. Acredito que o vereador mirim é só o primeiro passo para onde eu quero chegar. Por isso é algo muito importante para a minha vida e espero que, no ano que vem, eu consiga me reeleger, pois eu quero continuar nesse caminho, continuar fazendo o que é certo”, relatou.

Papel da política
Rossani Thomas, coordenadora da Escola do Legislativo, vê nos programas de formação para crianças e adolescentes uma alternativa eficiente de aprimoramento da política. “Penso que hoje, mais do que em qualquer momento, nunca se falou tanto em política. O que a gente vê hoje no país, esse cenário de divisão, talvez se as pessoas pudessem entender o papel da política na vida, na sociedade, e também pudessem aceitar as diferenças entre as correntes de pensamento, fosse mais fácil a convivência política no Brasil”, afirmou.

Para a coordenadora, o ideal é trabalhar o assunto desde cedo. “A construção da cidadania não ocorre de um dia para o outro. Ela se dá ao longo de um processo. E a construção das Câmaras Mirins e a formação da cidadania entre a juventude, entre as crianças e adolescentes, são um grande passo para que a gente consiga o fortalecimento da democracia e essa consciência cidadã faz a diferença para a sociedade”, concluiu.

Programação:
8h30 – Palestra: Prestando contas ao TCE dos investimentos do Programa Câmara Mirim – Marcos André Alves Monteiro
10h30 – Palestra: Câmara Mirim/Jovem: uma experiência de letramento político – Ana Claudia Ellery  Lustosa da Costa
13h30 – Palestra: Conhecendo a coleção Constituição em Miúdos – Emanuela Silva Barretto
14h30 – Mesa Redonda: Experiências da Câmara Mirim e Jovem em Santa Catarina – Alcilea Medeiros Cardoso
16h – Mesa Redonda: Experiências da Câmara Mirim e Jovem em Santa Catarina – Alcilea Medeiros Cardoso

Fonte: Agência ALESC

Continua após a Publicidade