Primeiro dia da Festa das Flores é marcado por sucesso de público

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Dois anos depois da interrupção em decorrência da pandemia de Covid-19, os apaixonados por flores e plantas estão juntos outra vez para celebrar a 82ª edição da Festa das Flores de Joinville. Já no primeiro dia, mais de 11 mil pessoas passaram pelo evento.

A cerimônia de abertura, com a presença do prefeito Adriano Silva, do presidente da Agremiação Joinvilense de Amadores de Orquídeas (AJAO), Jacson Zandonai, e demais autoridades, ocorreu no fim do dia e marcou a retomada oficial do evento. A apresentação do Coral Canto Alemão da Sociedade Lírica encantou o público. Até domingo (20/11), a expectativa da AJAO é superar os 100 mil visitantes, e com isso, bater o recorde de público registrado em 2019.

- PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Para o prefeito Adriano Silva, a Festa das Flores está diretamente ligada à tradição joinvilense de cuidar.

“Lembro do dia que fui convidado para um jantar de confraternização da AJAO. É um evento que cada associado leva a sua planta que floriu naquela semana para expor e entre eles um jurado escolhe qual flor merece o título naquele dia. Foi um grande espetáculo que eu ví ali. Um momento de confraternização entre amigos, mas que se fosse um produto de turismo teria fila na porta para jantar em um ambiente técnico, e valorizar plantas ornamentais que nós nem imaginamos que temos nos nossos jardins”, disse o prefeito que também elogiou o trabalho liderado pelo patrono da Festa das Flores na adoção de praças e parques.

“Após dois anos sem o evento, em virtude da Pandemia, estamos juntos outra vez. Esse é o tema da festa, e o lema da AJAO sempre foi a união. A união de esforços, sobretudo dos voluntários da entidade, que fazem esse evento se concretizar”, ressaltou o presidente da AJAO.

Durante a cerimônia de abertura, o empresário Geraldo Bandoch Junior, CEO da Daxo Incorporadora, foi homenageado e recebeu o título de patrono da Festa das Flores deste ano. A homenagem se deve ao trabalho que ele desenvolve em prol do embelezamento da cidade, com a adoção de jardins em diferentes praças. Segundo o empresário, o envolvimento com as plantas e cuidado com o espaço público vem desde a infância.

“Meus pais cultivavam o jardim de casa e nós ajudávamos. Participávamos dos concursos de jardins da Festa das Flores. A adoção de espaços públicos começou quando a minha filha fez um ano e queria brincar em uma praça perto da casa da família”, conta o patrono.

O evento é uma realização da Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo da Prefeitura de Joinville (Secult), e da Agremiação Joinvilense dos Amadores de Orquídeas (AJAO).

O secretário da Secult, Guilherme Gassenferth relembrou os primeiros idealizadores da Festa das Flores, que em 1936 começou como um evento chamado Exposição de Flores e Artes.

“Em 1906, o então presidente Afonso Pena esteve aqui e declarou que Joinville era o jardim do Brasil, porque ele se encantou com as casas. A Festa das Flores é um produto turístico que foi reconhecido no Prêmio do Turismo Suíço. Isso demonstra o valor e importância turística que a nossa festa tem”, afirma Guilherme.

Exposição que encanta os visitantes

O projeto paisagístico da 82ª Festa das Flores é assinado pelo arquiteto Silvio Parucker, cujo trabalho já se consagrou nas últimas duas edições do evento.

Mesmo quem conhece a Expoville se impressiona com os detalhes e a grandiosidade da exposição de flores. Neste ano, para que o público percorra o caminho que tem relevo e lagos, foram utilizados 500 m³ de areia, que foram transportadas em 25 carretas, além de cerca de 50 mil tijolos. Só de grama, são 800 m². Quase 2 mil orquídeas, que são a grande atração da exposição, compõem o cenário. Já as plantas ornamentais são mais de 20 mil, incluindo plantas de grande porte. E para dar o toque especial, há lagos com cerca de 20 mil litros de água.

A arte joinvilense também está em destaque 82ª edição. Em pontos estratégicos da exposição, obras dos artistas plásticos Fritz Alt, Mário Avancini e Luiz Henrique Schwanke compõem os cenários.

Além da exposição, a Festa das Flores conta com Mercado de Plantas, Feira Multissetorial, Praça Gastronômica (alusiva à Rua das Palmeiras com 22 opções), atrações culturais em dois palcos e Oficinas de Cultivo. O evento segue até domingo (20/11). De quarta-feira a sábado, no horário das 9 às 22 horas, e domingo até às 20 horas.

O ingresso custa R$ 15. Idosos e estudantes com comprovante pagam meia, e crianças até 5 anos não pagam. O valor do estacionamento para carros e motos é R$ 15. Os ingressos para todos os dias da festa podem ser adquiridos antecipadamente pelo site www.festadasflores.com.br ou na bilheteria da Expoville.

Fonte: Prefeitura de Joinville

Continua após a Publicidade