Paulinha afirma que é a favor do respeito às diferenças e pede o fim da intolerância

- PUBLICIDADE -

Em suas redes sociais, a deputada Paulinha ( Podemos ) homenageou a data que celebra o Dia da Democracia, neste 25 de outubro, enaltecendo que nunca a democracia se fez tão necessária no país.
“ Vivemos um tempo onde muita gente usa a “democracia” para justificar a sua agressão, quando ela significa o exato oposto dessa intolerância”, disse Paulinha, exaltando que a verdadeira democracia nasce no respeito ao próximo.

“E respeito tem uma linha de limite a ser observado, sempre! Por isso as leis, as regras, o estado, os poderes. Por isso as pessoas tem que se ligar que a democracia não coexiste no crime”, disse afirmando que sempre vai advogar a favor das diferenças e pelo fim da intolerância.

- PUBLICIDADE -

Para Paulinha, racismo é crime. Neonazismo é crime. Discriminação é crime. Preconceito é crime.

“ Ofender moralmente uma pessoa que pensa diferente de nós é crime. Então, agora no domingo, que tal darmos uma chance pra ela, para  a verdadeira democracia? Vamos lá? Posso contar contigo”, disse a deputada, que coerente com suas convicções, deixou claro que o desafio de seu próximo mandato será defender taxativamente as causas femininas das catarinenses.  

Valquiria Guimarães
Assessoria de Comunicação
Deputada Paulinha
048 991047676

Fonte: Agência ALESC – Gabinetes