Artista cria escultura que simboliza união de esforços no cuidado com a água

- PUBLICIDADE -

Peça representa trabalho da Emasa e a colaboração da sociedade

Quem passa pelas ruas de Balneário Camboriú, percebe a cidade mais alegre e colorida, com diversos muros, praças e locais públicos de “cara nova”, com grafites, esculturas, estátuas e monumentos, que integram as mais de 200 obras mapeadas do Museu a Céu Aberto (MCA). Em parceria com a Fundação Cultural (FCBC), a Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), também vem colorindo e humanizando as suas estruturas através da arte.

- PUBLICIDADE -

Ao transitar pelas Avenidas das Flores e Panorâmica, pode comprovar as obras de arte estampadas nos muros do reservatório de água, e nas Estações de Tratamento de Água e Elevatórias. A ideia é trazer mais leveza e cor aos prédios públicos, que passam a compor o cenário, junto com as belezas naturais da cidade. E foi observando a presença da arte e conhecendo um pouco mais da história da Emasa, que o artista e tatuador, Jadiel Vasconcelos, criou uma escultura que simboliza o trabalho da Autarquia no cuidado com a água, somado ao papel da sociedade nesse processo.

A peça foi entregue ao diretor geral da Emasa, Douglas Costa Beber e a presidente da FCBC, Denize Leite, quando o artista contou sobre a sua ideia. “Ao passar nesses espaços e ver o incentivo da arte através das pinturas murais, e depois saber dessa parceria da Emasa com a Cultura, eu pesquisei mais sobre a empresa e a sua missão e pensei em unir a logo da empresa, com a minha ideia, algo em torno do cuidado e preservação da água. Então, a escultura simboliza o trabalho e a eficiência da administração pública e a colaboração da população, tendo duas mãos unidas como base em um mesmo objetivo: o cuidado com a nossa água”.

O diretor da Emasa conta que a ideia das pinturas nos muros, além de humanizar os espaços, é uma forma de fomentar a arte. “Ao conversar com a Denize, que também tem esse olhar de tornar os prédios públicos mais atrativos, logo firmamos a parceria e com certeza nossa cidade e toda população só tem a ganhar. E agora, junto com a Cultura e o Jadiel, vamos amadurecer a ideia dessa escultura, para poder usá-la de forma bem representativa com o serviço prestado pela Emasa, os servidores e o papel da sociedade”, completa Douglas.

A parceria da Emasa com a Fundação Cultural, iniciou com o painel do artista Marcelo Urizar na Avenida Panorâmica, através do edital da Aldir Blanc; depois foi o muro da Estação Elevatória da Barra, que serviu de tela para o artista Lelin Alves de Ribeirão Preto (SP), reproduzir uma das obras do Projeto Janelas da Memória Movimento OpenStreetGallery. E por fim, o muro da ETA, com o painel urbano temático assinado pelo artista Nando Cardoso.

Outros espaços nas Estações e demais unidades também foram disponibilizados e serão utilizados para novos painéis urbanos. “A arte aproxima as pessoas, transforma vidas e faz com que a cidade tenha lugares de convivência, essa é a proposta do Museu a Céu Aberto. E ficamos muito felizes com a parceria e apoio da Emasa, que pode ser percebida por todos, como mostra a visão do Jadiel nessa escultura”, ressalta a presidente da FCBC, Denize Leite.


EMASA
(47) 3261-0000

Diretoria de Comunicação
Jornalista Renata Furlanetto
Foto: Renata Furlanetto

www.instagram.com/prefeituradebc 

FOTOS

Fonte: Prefeitura de Balneário Camboriú