Marejada é a única Festa de Santa Catarina com acessibilidade plena

- PUBLICIDADE -

A 34ª Marejada está ainda mais inclusiva e acessível para que os visitantes possam aproveitar todos os espaços da festa. As novidades desta edição incluem pulseira de identificação para autistas e canudo especial para pessoas com dificuldade de deglutição. Os itens estão disponíveis no Balcão de Acessibilidade, localizado na entrada do Centreventos. O atendimento acontece das 18h às 21h, durante a semana e, das 10h às 21h, nos finais de semana e feriados.

“Todos as pessoas com deficiência têm desconto de 50% no parque de diversão além, claro, de ter acesso prioritário às filas. Nós só pedimos que os autistas façam a identificação com a pulseira, pois trata-se de uma deficiência não perceptiva”, explicou Rodrigo Lima, presidente do Conselho  Municipal de Direitos da Pessoa com Deficiência de Itajaí (Comadefi).

- PUBLICIDADE -

Lisandra tem autismo leve e veio curtir a Marejada neste sábado (15), com a mãe e a avó. A estudante conseguiu a pulseira de identificação no Balcão de Acessibilidade e ficou feliz ao saber dos benefícios que teria para aproveitar ainda mais o evento.

“Vou aproveitar muito, com certeza, pois 50% de desconto no parque para mim será lucro. Esse será apenas o primeiro de muitos dias que ainda virei aqui”, comentou Lisandra Leandra Moizés Miguel.

A Marejada oferece, ainda, acesso prioritário para idosos com mais de 60 anos, gestantes, pessoas com crianças de colo, cegos, surdos, pessoas com obesidade e cinco cadeiras de rodas para aqueles que têm mobilidade reduzida. Entre os serviços ofertados para esse público estão cardápios com audiodescrição, banheiros acessíveis, espaço família, rampas de acesso, mesa tátil e equipe de Libras. Gean Barbosa é intérprete de Libras, atua na festa desde 2018, e diz que até agora cerca de 30 atendimentos já foram realizados. A expectativa é atender 100 surdos até o fim da Marejada.

“As pessoas surdas podem nos procurar no Balcão de Acessibilidade, que prestamos todos os esclarecimentos e também acompanhamos na festa, para tirar dúvidas e auxiliar na comunicação com os atendentes, por exemplo”, disse o intérprete de Libras.

Todas essas ações reforçam o conceito inclusivo do evento, que já prestou 350 atendimentos para pessoas com algum tipo de deficiência até este sábado (15).

“Somente de pulseiras para autistas, já distribuímos cerca de duzentas. A festa está crescendo e ampliando a sua acessibilidade para proporcionar autonomia e segurança para que pessoas com deficiência possam acessar todas as áreas do evento. A prefeitura e a secretaria de turismo estão de parabéns e prova disso é que estamos recebendo muitos visitantes de outras cidades, porque reconhecem na marejada uma festa com acessibilidade plena”, destacou o presidente do Comadefi, Rodrigo Lima.  

Fonte: Prefeitura de Itajaí