Marquito propõe mandato voltado a questões ambientais e sociais

- PUBLICIDADE -

Eleito deputado estadual pelo Psol no último dia 2 de outubro, o engenheiro agrônomo Marcos José de Abreu, o Marquito, quer trazer para a Assembleia Legislativa as características que marcam seu mandato de vereador em Florianópolis, com a defesa de pautas ligadas ao meio ambiente e a questões sociais. Ele é um dos 16 deputados que estarão em primeiro mandato na Alesc, a partir do dia 1º de fevereiro de 2023.

“Temos uma expectativa muito positiva, pois queremos implementar um mandato agroecológico na Assembleia, para trabalhar por toda a população de Santa Catarina, por ecologia e justiça social”, comenta. “Nós temos uma bandeira bem demarcada, que são as questões social e ambiental. E sabemos que existe a necessidade de um mandato voltado a essas bandeiras em Santa Catarina.”

- PUBLICIDADE -

Entre as questões sociais, a população sem teto e a que vive em situação de insegurança alimentar estão no foco do parlamentar. O setor cultural e a representação da juventude também serão contempladas pelo mandato de Marquito. “Os artistas enfrentam dificuldades já conhecidas. A juventude teve muita participação na nossa campanha”, explica.

O novo deputado está no segundo mandato de vereador em Florianópolis. Na Câmara da Capital, apresentou projetos como a lei da compostagem, da zona livre de agrotóxico, dos direitos da natureza, dos defensores dos direitos humanos, da política municipal de economia solidária, entre outros. “Queremos trazer isso agora para todo o Estado de Santa Catarina.”

Marquito é o primeiro deputado eleito pelo Psol na história da Alesc. A legenda já contou com representação na Casa, em 2014, com o então deputado Sargento Amauri Soares, mas ele foi eleito pelo PDT e depois migrou para o Psol.

“Foi uma vitória que demonstrou a expressão de um trabalho coletivo. Não foi algo personalista, do Marquito, mas fruto de um trabalho diversificado, com um perfil diferenciado, que vai desde o pescador, ao morador da ocupação, da moradora do maciço ao chef de cozinha, passando pelo empresário. São pessoas que reconhecem nosso compromisso e a nossa coerência com as pautas que defendemos”, afirma.

Nascido em Florianópolis, Marcos José de Abreu tem 42 anos e é engenheiro agrônomo. Trabalhou na Cepagro, organização voltada à promoção da agroecologia urbana e rural, e foi presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de Santa Catarina (Consea-SC).

Em 2016, foi eleito vereador em Florianópolis pela primeira vez. Em 2020, reelegeu-se ao cargo, com a maior votação daquela eleição. Neste ano, conquistou 40.329 votos na disputa pela Assembleia Legislativa e conquistou uma das 40 cadeiras do Parlamento catarinense.

Novos deputados
A Agência AL passou a veicular os perfis dos 16 deputados eleitos pela primeira vez para a Alesc. Já foram veiculadas matérias com Antídio Lunelli (MDB), Egídio Ferrari (PTB) e Estêner Soratto Junior (PL), que podem ser acessadas nos links abaixo.

(Com informações da TVAL)

Fonte: Agência ALESC