Museu de Hábitos e Costumes recebe doações no Outubro Rosa

- PUBLICIDADE -

Para ampliar a visibilidade do movimento Outubro Rosa na cidade, a família de Sônia Passoni Kreibich doou ao acervo do Museu de Hábitos e Costumes, dois trajes, broches, nariz de palhaço e fitas da rede feminina. Natural de Botucatu, interior do Estado de São Paulo, Sônia veio morar em Blumenau em 1947 com a família, pois seu pai era gerente da Singer Company e foi transferido para Santa Catarina. Na cidade, criou filhos e teve intensa atividade como voluntária em questões da saúde até falecer em 1º de abril de 2022.

No Colégio Sagrada Família, onde estudou, conheceu o marido Mauro Luiz Kreibich, com quem casou em 7 de outubro de 1950. Após criar e formar o três filhos – Neusa Maria, Mauro Sérgio e Mauricio Carlos – foi que ela passou a dedicar-se às causas sociais. Seu grande objetivo sempre foi ajudar o próximo e amenizar a dor do outro. Foi catequista na Igreja Matriz (hoje Catedral) e ministrante do curso de noivos juntamente com o marido. Também participou das equipes de Nossa Senhora na mesma paróquia.

- PUBLICIDADE -

Em 23 de março de 1976 fez juramento como voluntária da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Blumenau que recém havia sido fundada no Hospital Santa Isabel. Atuou como voluntária durante 46 anos e como coordenadora do setor das mastectomizadas.

Em 13 de setembro de 1985, juntamente com um grupo de mulheres, fundou o Voluntariado da Saúde do Santa Isabel, instituição que faz visitas aos pacientes de diversas unidades do hospital, visando prestar assiste^ncia por meio da escuta amiga, fornecendo tambe´m apoio aos familiares e acompanhantes. Por mais de 30 anos trabalhou ativamente fazendo visitas e participando da coordenação do Voluntariado da Saúde.

Trapavó

Sônia também participou dos Trapamédicos (voluntários que atuam como palhaços de hospital transformando o ambiente através de visitas hospitalares) desde a sua fundação, em março de 2016. No início acompanhava as visitas e posteriormente como conselheira foi reconhecida como exemplo e inspiração da criação do grupo, a Trapavó. “Agradecemos a família pela doação dos materiais. Além da recordação e da manutenção da memória presente da querida Dona Sônia Kreibich, o acervo doado contem informações que vão auxiliar e ajudar a entender o movimento da moda em Santa Catarina, através dos trajes que foram doados”, salienta o secretário municipal de Cultura, Rodrigo Ramos. “Ficamos muito agradecidos com o gesto da família em contribuir com o acervo do Museu de Hábitos. Como reconhecimento a Secretaria de Cultura irá homenagear in memoriam a Senhora Sonia Kreibich, com o certificado de Amiga da Cultura.”

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

postada em 11/10/2022 17:15 – 9 visualizações

Fotos

Fonte: Prefeitura de Blumenau SC