Escolas municipais promovem atividades em alusão ao Dia Nacional da Leitura em Criciúma

- PUBLICIDADE -

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

O incentivo e os benefícios que o hábito de ler proporcionam tanto para o aprendizado quanto para o entretenimento marcam os objetivos de alguns projetos que são realizados com os estudantes da rede municipal de ensino de Criciúma. Por meio da Secretaria Municipal de Educação, esses projetos já eram realizados desde o início do ano nas escolas, principalmente em alusão ao Dia Nacional da Leitura, que é comemorado nesta quarta-feira (12).

- PUBLICIDADE -

Uma das atividades que finalizaram na última semana, com os trabalhos dos estudantes, foi o projeto ‘A gente tem que ler como quem respira’, realizado na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Filho do Mineiro. Segundo a diretora da escola, Cláudia Regina Salvaro Jorge, essa prática foi trabalhada desde o mês de março devido à necessidade de melhorar a questão da leitura e da interpretação com os estudantes da Educação Infantil ao ano.

Um dos nossos principais objetivos era poder trazer a família para o nosso espaço, fazendo eles conhecerem um pouquinho mais dos trabalhos que foram construídos em todos esses meses. Durante o projeto, realizamos a produção de atividades, como interpretações de imagens, filmes, músicas, livros, textos, paródias e concurso de maquetes dos clássicos da literatura infantil, que finalizaram tudo no evento de sexta-feira”, destacou.

Para a auxiliar de direção da escola, Bruna Santana Bif, a expectativa final do projeto foi concluída porque o projeto gerou uma consequência positiva em todos os componentes curriculares. “A importância da data é ressaltar os benefícios da leitura e, como nosso projeto já diz, a respiração é o que nos mantêm vivos e a leitura realiza o mesmo propósito. Basicamente, porque é ela que nos mantêm abertos para novos conhecimentos e experiências para conhecer novas pessoas, lugares e as mais variadas histórias”, contou.

Valorização de pessoas com deficiência

Explorar, por meio da leitura do livro e do filme Extraordinário, a valorização e reconhecimento de pessoas com deficiência são os objetivos do projeto de leitura ‘Ser HA é ser extraordinário’, que ocorre na Escola Hercílio Amante. O livro foi escolhido neste ano por abordar e mostrar para os alunos a importância da aceitação dos diferentes. O projeto será encerrado no dia 22 de novembro em uma noite de autógrafos com os trabalhos dos estudantes.

“Os projetos de leitura na escola são realizados desde 2010, com premiação pelas atividades. Como resultado, na leitura a criança amplia o vocabulário e melhora a compreensão de tudo ao seu redor. Sendo assim, comemorar essa data é importante, porque a leitura tem o poder de transformar a sociedade no desenvolvimento da criticidade que se adquire durante o hábito de ler”, ponderou a diretora da escola, Ana Paula de Carvalho Fernandes Colombo.

Estudo e produção de poemas

A Escola Municipal Luiz Lazzarin também está desenvolvendo o projeto ‘Eu escritor’ com os terceiros anos. O projeto tem como base incentivar a escrita e a linguagem poética, com produção e interpretação de poemas. A equipe na escola digitalizará e organizará a impressão de um livro com os poemas dos alunos. Após o livro pronto, ocorrerá uma noite de autógrafos no dia 31 de outubro com a presença dos estudantes, pais e professores.

Neste ano, foi elaborado uma temática para os professores utilizarem como base em seus planejamentos. “Durante o semestre, disponibilizamos, no momento de leitura, para todas as turmas da unidade escolar, um texto contendo as principais frases do livro ‘Alice no País das Maravilhas’ e suas explicações, com o objetivo de sensibilizar nossos alunos e toda comunidade escolar para o tema”, comentou a diretora da escola, Cristina Carla Rodrigues Faraco.

A diretoria frisa, ainda, que a leitura é a base da alfabetização e os projetos de leitura estimulam o aluno a desenvolver habilidades de comunicação. “Como, por exemplo, escrita, reflexão, análise crítica e criatividade. Ainda, cabe formalmente à escola desenvolver as relações entre leitura e o indivíduo em todas as fases, com o objetivo de melhorar e oportunizar aos nossos estudantes, a leitura, a escrita, a interpretação e ampliar a imaginação de todos”, ressaltou.

Importância do incentivo à leitura

O secretário municipal de Educação, Celito Cardoso, lembra que o ambiente escolar é o espaço que valoriza o conhecimento e proporciona ações que desenvolvem a formação integral das crianças e dos estudantes. “Projetos e ações que visam à leitura corroboram muito com o processo de ensino e aprendizagem. O ato de ler empodera o indivíduo, tornando-o culto, conhecedor da sua cultura e da cultura do mundo”, pontuou.

Conforme a coordenadora de Língua Portuguesa da Secretaria Municipal de Educação, Manuela Rossa de Souza, a habilidade de leitura é fundamental para que os estudantes alcancem diversas competências previstas nas Diretrizes Curriculares do Município de Criciúma. “Desse modo, um projeto de leitura pode ser uma excelente ferramenta para alcançar esses objetivos, sendo uma ótima opção para que os estudantes se apaixonem por esse hábito tão benéfico”, concluiu.

Fonte: Prefeitura de Criciúma