Com aprovação no Congresso Nacional, Criciúma garante operação de crédito de US$ 25 milhões junto ao Fonplata

- PUBLICIDADE -

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Criciúma garante mais uma operação de crédito junto ao Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata). Desta vez, serão US$ 25 milhões, ou quase R$ 130 milhões, para obras de mobilidade urbana e meio ambiente. O projeto prevê a continuação do Binário da Santos Dumont, melhorias em 11 quilômetros na região central, ciclovias/ciclofaixas, continuação do Canal Auxiliar, Central Semafórica, entre outras obras de infraestrutura. A autorização foi confirmada na última semana, no Congresso Nacional, por meio do senador Esperidião Amin, que foi relator do projeto.

- PUBLICIDADE -

“Nos últimos anos, a nossa equipe vem trabalhando incansavelmente para colocar o nosso governo em um patamar altíssimo no Brasil. E isso, como o primeiro Fonplata, mostra o nosso esforço. Criciúma está crescendo e esse crescimento deve caminhar junto com a mobilidade urbana. Com este valor, de R$ 130 milhões, temos mais de R$ 500 milhões em investimentos em andamento em obras por toda a cidade. O recurso será para mais obras de mobilidade e meio ambiente, que impactarão diretamente o criciumense e farão a cidade ficar mais preparada”, reforça o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

O secretário-geral e coordenador da Unidade Executiva de Projetos (UEP), Vagner Espíndola Rodrigues, comemora a conquista no Congresso Nacional. “É uma notícia ótima para nossa cidade e podemos concretizar o nosso projeto de mobilidade urbana em Criciúma”. Ele ainda acrescenta que era necessário o projeto passar pelo congresso pois é uma operação de crédito internacional. “Em toda operação internacional, a Secretaria de Tesouro Nacional analisa os dados fiscais e contábeis, o comprometimento de endividamento e pagamento do município e essa análise é encaminhada ao Congresso Nacional, pois o garantidor do empréstimo é o Governo Federal, que submete assim ao Senado, até por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal”, explicou.

O senador Esperidião Amin foi o relator do projeto e levou à sessão da última semana. “Quero louvar a Prefeitura de Criciúma por ter alcançado o patamar que credencia o município a ter apoio financeiro de uma agência internacional, neste caso o Fonplata, que certamente analisou a situação fiscal do município. A análise da mensagem é que esses investimentos serão muito importantes para garantir a infraestrutura urbana, especialmente de mobilidade urbana de uma região muito atrativa economicamente”, discursou o senador durante a sessão no Congresso Nacional. “Que Criciúma e seus munícipes façam bom uso dos recursos decorrentes desse empréstimo”, acrescentou o presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, durante a sessão.

Próximos passos

Após aprovação no Senado Federal, o processo retorna para a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) para parecer final e em seguida para Casa Civil para assinatura. “Para prefeitura essa autorização é uma grande conquista, demonstra o importante trabalho que foi realizado na recuperação financeira/econômica da Capag, que hoje está no nível A, o mais alto da Capacidade de Pagamento e endividamento”, enfatiza a gestora municipal de convênios e secretária-executiva da UEP, Caroline Brunel Matias.

Obras contempladas pela operação de crédito

As obras a serem executadas por meio do recurso da operação de crédito são focadas em mobilidade urbana e no meio ambiente. Serão ainda mais obras para trazer mais fluidez e trafegabilidade em horários de pico na região central e pontos específicos do município, assim como implantação da Onda Verde na Avenida Centenário. O Plano de Mobilidade Urbana de Criciúma foi a contrapartida do município, no valor de R$ 715 mil.

Binário Santos Dumont

Esta nova etapa é voltada para ligação do Binário da Santos Dumont com a Avenida Centenário, no bairro Pinheirinho. Além da duplicação da rua Miguel Patrício de Souza com o alargamento da Avenida Imigrantes Poloneses, possibilitando duas faixas, que serão um acesso futuro à Via Rápida/BR 101.

Revitalização de ruas na área central

Serão 11 quilômetros de ruas que receberão melhorias na região central. As vias serão beneficiadas com alargamentos e adequações, além da implantação de ciclovias/faixas e da Central Semafórica. A iniciativa será um controle de operações dos 54 cruzamentos semafóricos na região central. A iniciativa modernizará a sinalização viária do município, contribuindo para melhoria da segurança no trânsito e de mobilidade urbana. “Com a Central Semafórica poderemos ter a Onda Verde na Avenida Centenário. Na sala de operações, podemos acompanhar os horários de pico, e controlar as sinaleiras na Centenário”, explicou o secretário municipal de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, Tita Belloli.

Eixo Metropol e Rio Maina

Será uma alternativa viária ao trânsito da Avenida dos Imigrantes. O projeto sugere a ligação da Alexandre Bonfante com a rua José Gerônimo Mateus e terão melhorias de adequações no asfalto, calçadas, ciclofaixas, onde for possível, obras complementares de drenagem, alagamento das vias, sinalização e arborização urbana. A obra será uma ligação com a região dos bairros no entorno do Metropol com a Avenida Luiz Lazzarin.

Obras de macrodrenagem e canalização da Bacia do Rio Criciúma

As obras são uma sequência dos trabalhos já realizados desde 2010 no município. Desta vez, corresponde ao projeto de continuação do canal auxiliar entre a rua Ângelo Peruchi até a Avenida Centenário, tendo uma extensão de 980 metros. O intuito é aumentar a capacidade de vazão da água, resultando em um melhor escoamento das águas, evitando as cheias.

Eixo Pinheirinho

A obra compreende a pavimentação da rua Irmão Valmir Orsi, em aproximadamente 1,5 km, até o bairro Santa Augusta. Para melhorar a mobilidade urbana da região, será feita a implantação do corredor de ônibus, nas ruas Giácomo Biléssimo e Imigrante Meller até o Terminal do Pinheirinho. As vias receberão calçadas, pavimentação asfáltica, ciclovias e ciclofaixas, onde possível, obras complementares de drenagem.

Eixo Rio Maina – Primeira Linha

É um eixo de ligação viária Norte e Sul de Criciúma, que ligará do Rio Maina até a BR-101. A ligação passará pelas ruas Noé Pirola, Hermógenes Mauricio, Domênico Sônego, Arthur Bernardes, margens da FTC e Rodovia Luiz Rosso, totalizando mais de sete quilômetros. Além disso, a nova estrutura prevê uma futura instalação de ligação do transporte coletivo troncal.

O projeto prevê a utilização de vias existentes alargando as pistas ou duplicando quando possível. As vias serão asfaltadas, terão obras de artes especiais nos cruzamentos viários, construção de calçadas, ciclofaixas, sinalização e arborização urbana.

Parque Ecológico no Morro Cechinel

Já na área do meio ambiente será a implantação do Parque Turístico e Ecológico do Morro Cechinel. Com trilhas, o parque visa proporcionar um contato e a preservação da natureza. Ao longo do caminho, os visitantes poderão acompanhar informações sobre a fauna nativa e identificação das árvores, sendo também um instrumento de educação ambiental. O projeto também conta o cercamento de todo o parque.

O parque contará com o Mirante Realdo Santos Guglielmi e o Parque Astronômico de Criciúma, ambos em construção.

Implantação e pavimentação do prolongamento da rua Elzio Lima

Localizada no bairro Mina Brasil, a rua Elzio Lima terá uma abertura na via para aumentar a capacidade de fluxo e dar conforto aos motoristas para o acesso de entrada e saída de Criciúma. O objetivo desta abertura é melhorar a mobilidade urbana na região do bairro Pio Correia com destino a SC 108, ligando Criciúma a Cocal do Sul.

Fonte: Prefeitura de Criciúma