Projeto-piloto de teleconsultas amplia acesso aos serviços da Secretaria da Saúde de Joinville

- PUBLICIDADE -

Desde julho deste ano, as Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) da Prefeitura de Joinville contam com o apoio das teleconsultas médicas, com videochamadas. Até setembro, foram realizadas 3,8 mil teleconsultas médicas. Além disso, são feitos em média 1,1 mil teleatendimentos de enfermagem ao mês. As duas modalidades são um aprimoramento do Ligue e Web Saúde da Secretaria da Saúde – que continua também com os atendimentos por telefone e WhatsApp.

Os procedimentos das teleconsultas médicas incluem renovação de receitas controladas, ambulatório virtual de anticoagulação e retorno de exames. Os atendimentos conduzidos por enfermeiros englobam teleatendimento e telemonitoramento de curativos especiais e teleatendimento para orientação e monitoramento de pacientes em condições específicas, como pacientes pós-AVC, por exemplo.

- PUBLICIDADE -

As teleconsultas são para usuários das UBSFs, de todas as regiões de Joinville, com demandas que se encaixem no projeto-piloto e possam ser resolvidas de forma remota. Só é atendido por teleconsulta o paciente que autoriza o atendimento por esse método.

O serviço de teleatendimento não é apenas para pacientes. Os profissionais dão apoio técnico às equipes de enfermagem da atenção primária por meio de teleconsultoria em tempo real.

Segundo a diretora executiva da Secretaria da Saúde, Simone Aparecida de Souza, as teleconsultas ainda são um projeto-piloto, em fase de aprimoramento, mas que já resultaram na ampliação do acesso à saúde para a população de Joinville.

“Continua tudo como era antes. Os cidadãos se dirigem às unidades de saúde, agendam atendimentos e são examinados presencialmente. Porém, temos mais essa possibilidade de atendimento, que nesses três meses de funcionamento já se mostrou bastante efetiva”, informa a Simone.

Na última semana, a diretora apresentou essa experiência da saúde pública de Joinville em São Paulo, no evento Global Summit Telemedicine & Digital Health.

“A telemedicina é algo concreto, uma realidade para todos. Facilita a mobilidade e o acesso, inclusive de pessoas que não têm condições de se locomover ou apresentam limitações para ir presencialmente até uma UBSF. Outra grande vantagem é o acompanhamento contínuo dos pacientes, podendo ser em qualquer lugar do mundo. A telemedicina é um avanço para a saúde e está revolucionando consideravelmente nosso dia a dia em relação à maneira de prestarmos serviços”, afirma a diretora.

Fonte: Prefeitura de Joinville