Sangria do primeiro barril de chopp marca abertura oficial da 34ª Marejada

- PUBLICIDADE -

A sangria do primeiro barril de chopp marcou a abertura oficial da 34ª Marejada nesta quinta-feira (06). Autoridades da região também acompanharam a cerimônia no pavilhão principal do Centreventos de Itajaí. Maior festa do pescado do Brasil, a Marejada segue até 23 de outubro com muita música, gastronomia, cultura e diversão para toda família.

“Estamos retomando a festa mais tradicional do nosso Município com tudo que o público mais gosta e diversas novidades. Neste ano, serão 18 dias de programação e a expectativa é que mais de 250 mil pessoas passem pelo evento, que está consolidado como uma festa familiar, inclusiva e sustentável”, destacou o secretário de Turismo e Eventos de Itajaí, Evandro Neiva.

- PUBLICIDADE -

Apesar do tempo chuvoso, o público compareceu ao primeiro dia do evento e aproveitou as atrações da festa. Além de apresentações musicais variadas em dois palcos, a Marejada conta com parques de diversões interno e externo, pista de patinação artística gratuita, 10 restaurantes com pratos exclusivos e 20 estilos de chope.

A festa também está de cara nova neste ano, com decoração mais moderna e atrativa. Há ambientes para fazer fotos, diversas mesas e cadeiras à disposição, bem como espaços já tradicionais, como o Fish Garden e a Tasca Portuguesa, que ganhou até um chafariz na parte externa.

“É uma alegria retomar a nossa maior festa após dois anos de pandemia. Quero convidar a todos para prestigiar a Marejada, que é uma festa da família. Que essa seja a melhor Marejada que já ocorreu em Itajaí”, enfatizou o vice-prefeito de Itajaí, Marcelo Sodré, na cerimônia de abertura.

Sustentabilidade e acessibilidade

A Marejada mantém ações de sustentabilidade e acessibilidade durante toda a programação. Compostagem dos resíduos orgânicos gerados, destinação correta do óleo de cozinha usado, distribuição de água gratuita, Fórum Kids, bicicletário, uso de copos ecológicos, embalagens de papelão ondulado e talheres feitos à base de bagaço de cana são algumas das ações sustentáveis. A festa também é o único evento do Sul do país que não usa plástico em sua operação.

O evento é ainda a única festa de outubro de Santa Catarina com acessibilidade plena. Para isso, é ofertado acesso exclusivo para grupos prioritários, equipe de libras, mesa tátil, cardápios com audiodescrição, balcão de acessibilidade, vagas de estacionamento prioritárias, pulseira de identificação para autistas, canudo especial para pessoas com dificuldade de deglutição, rampas de acesso para cadeirantes, banheiros acessíveis e cinco cadeiras de rodas para pessoas com mobilidade reduzida.

Estas ações já foram reconhecidas pelo Ministério do Turismo, que marcou presença na festa durante a manhã desta quinta. O ministro do Turismo, Carlos Brito, conheceu a estrutura da Marejada e parabenizou a organização. Ele também destacou a importância da realização de eventos comprometidos com a sustentabilidade e a acessibilidade. “Este trabalho, que está sendo feito na Marejada, é muito importante para que possamos divulgar para todo Brasil e para o mundo”, afirmou Brito.

Familiar, inclusiva e sustentável, a 34ª Marejada é promovida pelo Município de Itajaí, por meio da Secretaria de Turismo e Eventos. A maior festa do pescado do Brasil tem patrocínio de Klabin, Giassi, Semasa e Germânia, além de apoio do Itajaí Shopping e da Univali.

O evento abre de segunda a sexta das 18h às 00h e, nos finais de semana e feriado, das 10h às 00h. A entrada é gratuita. 

Fonte: Prefeitura de Itajaí