Relações étnico-raciais são tema de mostra cultural de creches

- PUBLICIDADE -

A população poderá acompanhar, até 28 de outubro, a “I Mostra Cultural de Núcleos de Educação Infantil de Florianópolis” da rede municipal. A inauguração ocorreu nesta quarta-feira (5), no Museu de Florianópolis Sérgio Grando, parceiro da Prefeitura no evento. As diversas exposições são baseadas nas vivências diárias das crianças de zero a seis anos. 
 
Com o título “Relações étnico-raciais: passado e futuro”, os primeiros núcleos de educação infantil que fazem a exposição de seus trabalhos no local são os do Morro da Queimada (José Mendes) e Irmão Celso (Agronômica). As unidades expõem no museu até sexta-feira, dia 7. 
 
O Neim Morro da Queimada resgata e difunde grandes personalidades negras da história, como a professora, jornalista e deputada Antonieta de Barros. Trabalha a identidade, representatividade, ancestralidade e pertencimento das crianças que frequentam a unidade educativa. 
 
O Neim Irmão Celso busca tecer as tramas da história, abordando a perspectiva de uma sociedade africana tradicional, com seus mitos, culturas e seu imenso baobá. Mas também coloca em perspectiva um futuro possível, a partir das referências artísticas do afrofuturismo.
 
Nesta quinta-feira (6), às 14h30, haverá a roda de conversa “Presentificando o futuro: entre infâncias e afrofuturismos”. Na sexta-feira, no mesmo horário, será projetado o documentário “Antonieta de Barros: brincadeiras, saberes e enredos literários”.
 
Demais exposições 
 
Os Neims Doralice Teodora Bastos (Canasvieiras) e Jardim Atlântico vão dar enfoque a mostra “A infância dos territórios e materialidades”. Os núcleos de Educação Infantil Doralice Maria Dias (Vargem do Bom Jesus) e Pequeno Príncipe (Areias do Morro das Pedras), juntamente com  o Núcleo de Educação Infantil da Escola Costa da Lagoa, são responsáveis por duas exposições. Uma delas é “Tessituras entre cultura e natureza” e a outra é “Arte e expressão cultural”. 
 
Às segundas-feiras, o Museu estará com suas portas abertas das 12h às 18 horas. Às quartas, quintas e sextas-feiras o horário de visitação será das 9h às 17 horas. 
 
CRONOGRAMA DA I MOSTRA CULTURAL DE NÚCLEOS DE EDUCAÇÃO INFANTIL DE FLORIANÓPOLIS
 
5 A 7  DE OUTUBRO – EXPOSIÇÃO DOS NEIMS IRMÃO CELSO E MORRO DA QUEIMADA: “Relações étnico-raciais: passado e futuro”
6 DE OUTUBRO, ÀS 14h30, RODA DE CONVERSA 
“Presentificando o futuro: entre infâncias e afrofuturismos” 
 
      
5 DE OUTUBRO, ÀS 10h,  E 7 DE OUTUBRO, ÀS 14h30
Sessão comentada com o documentário “Antonieta de Barros: brincadeiras, saberes e enredos literários”.
 
 10 A 14 DE OUTUBRO – EXPOSIÇÃO DOS NEIMS DORALICE TEODORA BASTOS E JARDIM ATLÂNTICO
Os territórios brincantes produzidos no Neim Doralice Teodora Bastos e os brinquedos não estruturados, oferecidos no Neim Jardim Atlântico,  são meios de encontros, preparados e organizados coletivamente para uma vivência dinâmica, estética e criativa. Nos territórios e com seus brinquedos não estruturados a criança é a protagonista e conduz seu próprio ritmo de exploração e experimentação com as materialidades e a natureza. 
 
14 DE OUTUBRO, ÀS 10h E 14h30 – RODA DE CONVERSA
 
“Diálogos sobre o brincar”
Com os professores André Felipe Marcelino, Márcia Eliza de Souza, Cristiane dos Santos Farias, Simone Cintra, Denise Figueiredo Loch, Patrícia Lúcia Barbosa da Silva (Neim Doralice Teodora Bastos), Ronaldo Lopes Vieira e Fernanda Edite Ferreira (Neim Jardim Atlântico) 
 
17 A 21 DE OUTUBRO – EXPOSIÇÃO  DOS NEIMS DORALICE MARIA DIAS E PEQUENO PRÍNCIPE E EBM COSTA DA LAGOA
Tessituras entre cultura e natureza 
 
      
 21 DE OUTUBRO, ÀS 14h30 – RODA DE CONVERSA
 “Uma proposta de artes visuais no NEIM do Futuro” 
Com os professores Elivelto Alves de Souza e Anna Carla Luz Lisboa (NEIM Doralice Maria Dias). 
 
24 A 28 DE OUTUBRO – SEGUNDA EXPOSIÇÃO DOS NEIMS DORALICE MARIA DIAS E PEQUENO PRÍNCIPE E EBM COSTA DA LAGOA
O brincar é afetado pela cultura, mas também a afeta. São muitas as manifestações folclóricas que sobrevivem e multiplicam-se em formas e espaços por conta das apropriações que as próprias crianças fazem dentro e fora das unidades educativas. 
Nessas apropriações, os elementos culturais são combinados com outras referências artísticas e manifestados em expressões corporais e materiais, como desenhos, colagens e esculturas. Esse é um ciclo mais interativo, no qual o público é convidado pelos Neims Doralice Maria Dias e  Pequeno Príncipe e EBM Costa da Lagoa a se inspirarem nas produções expostas e interagir com os elementos dispostos a fim de construir novas obras. 
 
      
26 DE OUTUBRO, ÀS 10H – OFICINA
 “Bonecos de graveto”.  Com a professora Andressa Proença Rosa, da EBM Costa da Lagoa. 

galeria de imagens

- PUBLICIDADE -


Fonte: Prefeitura de Florianópolis