Secretaria de Saúde de Criciúma inicia as programações do ‘Outubro Rosa’

- PUBLICIDADE -

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

A prevenção do câncer de mama e a representação da cor rosa são ações que marcam o mês de outubro, devido a conscientização do ‘Outubro Rosa’. Então, nessa segunda-feira (3), a Secretaria Municipal de Saúde iniciou as programações em alusão a data no município. A abertura foi organizada pela gerência de Educação Permanente em Saúde e Humanização (NEPSHU), que também acompanha toda a programação, organizada juntamente da Gerência de Atenção Primária e Gerência de Atenção Especializada (Coordenação Programa Saúde da Mulher). As ações ao longo do mês proporcionarão acolhimento e atendimento intensificados, contribuindo para a redução da mortalidade no município.

- PUBLICIDADE -

“A programação está pronta e em plena divulgação. Sendo assim, contamos com a participação de vários setores da saúde para alcançar todas as mulheres e famílias na tentativa de diminuir os óbitos, por meio do diagnóstico precoce. Durante todo o mês vamos elevar o foco no atendimento, onde o município e os seus profissionais da rede sensibilizarão a população abordando o tema em palestras para as empresas, grupos comunitários e informações em nossas redes sociais”, frisou o secretário de saúde, Arleu da Silveira.

De acordo com a enfermeira e coordenadora do Saúde da Mulher de Criciúma, Lucimara Nunes Ferreira, o câncer de mama é um dos tipos mais comuns em mulheres, e o risco de desenvolver a doença é maior a partir dos 50 anos. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2022 a estimativa de novos casos no Brasil pode chegar a 66.280, sendo que em 2020 foram 17.825 óbitos.

Serviços ofertados na campanha

Conforme a enfermeira, vários fatores contribuem para o aparecimento da doença. Assim, devido ao risco que o câncer representa, o atendimento das mulheres e a assistência passarão a ser intensificados para coleta de exames preventivos de câncer de colo de útero e de exames de rastreamento de câncer de mama.

“Como por exemplo, os exames clínicos das mamas e a mamografias que serão realizados e solicitados por médicos e enfermeiros das Unidades Básicas de Saúde (USB), Saúde da Mulher e setores externos como a Rede Feminina de Combate ao Câncer, seguindo todo protocolo municipal”, alertou.

Por isso, alguns dos serviços realizados para intensificar os tratamentos durante a campanha serão: coletas de preventivos, consulta de enfermagem, exames de mama, solicitações de mamografias conforme necessidade, educação em saúde e entre outras ações. Os serviços serão ofertados no sábado dia 15 de outubro e na quarta-feira dia 19 de outubro em todas as Unidades Básicas de Saúde do município.

Como se prevenir?

O diagnóstico precoce e o tratamento iniciado em tempo ideal é de extrema importância na maioria dos casos, porque prevenir é a melhor forma de tratamento. A enfermeira estabelece que as principais formas de prevenção são: manter o peso corporal adequado em uma alimentação saudável e na prática de atividade física e evitar o consumo de tabaco e de bebidas alcoólicas.

“É recomendado o cuidado com a mama por meio do olhar e do toque, realizado pela própria pessoa, tanto em mulheres quanto homens sempre que achar necessário, não necessitando de técnica específica. Como resultado, se identificado alterações suspeitas, nesse caso recomenda-se que a pessoa procure sua Unidade de Saúde o mais breve possível”, destacou. Além disso, a amamentação estimulada pelos serviços de saúde do município também é considerada um fator de proteção.

Lucimara ressalta, ainda, que uma equipe multidisciplinar do Centro de Saúde da Mulher acolhe os pacientes, que chegam via sistema de regulação, proporcionando os diagnósticos na realização de biópsia com resultados em no máximo dez dias. “Por se tratar de um serviço especializado, também é oferecido acompanhamento, vigilância do câncer em um sistema do Ministério da Saúde e, exames pré-operatórios no intuito de diminuir tempo de espera para iniciar tratamento em alta complexidade hospitalar”, explicou.

Tratamentos intensificados

Com base no Sistema de Informação do Câncer (SISCAN), o município de Criciúma no ano de 2021 solicitou 7.196 mamografias e realizou 12.443 coletas de preventivo do câncer de colo do útero, por meio da Rede de Saúde, sendo registrados 24 óbitos por câncer de mama.

“Já no ano de 2022, aprimoramos os fluxos no Saúde da Mulher, que contribuíram para maior rapidez do diagnóstico e encaminhamentos para o tratamento da doença e até setembro tivemos 7 óbitos de mulheres por câncer de mama, seguindo com a realização de 4.160 mamografias e 7.981 coletas de preventivo de colo de útero”, ressaltou a coordenadora do Saúde da Mulher.

Fonte: Prefeitura de Criciúma