Eleição começa sem imprevistos no segundo maior local de votação da Capital

- PUBLICIDADE -

O clima de normalidade marcou o início das eleições no segundo maior local de votação da capital catarinense. Quinze minutos antes da abertura do acesso às 25 sessões instaladas no Instituto Estadual de Educação (IEE), na região central de Florianópolis, cerca de 100 eleitores já aguardavam na fila.

O primeiro deles era Carlos Alberto Crispi, 58 anos, que chegou às 6h56 ao portão da unidade de ensino na rua Anita Garibaldi. “É uma grande expectativa, pois estamos em um momento muito complicado devido à pandemia e à tudo que está acontecendo no mundo”, comentou. Para ele, poder votar e “escolher o presidente e vários representantes é extremamente importante” e necessário.

- PUBLICIDADE -

Crispi destacou ainda que outro fator que o levou a votar é o momento de forte polarização entre duas candidaturas. “Eu acredito que, por causa desse tempo difícil, as pessoas buscam uma alternativa. Mas é preciso considerar que essa dificuldade é mundial. Não dá para eleger um culpado sendo que o mundo todo enfrenta dificuldades. É preciso pesar, avaliar inclusive a história mais antiga, não só esses anos recentes. Temos que avaliar bem para tomar a decisão mais coberta”, citou.

Assim que a votação iniciou, às 8 horas, as pessoas se dirigiram às salas de votação. De açodo com os fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC) que atuam no local, tudo está ocorrendo dentro do esperado, incluindo os tradicionais casos de eleitores que ainda têm dúvidas sobre a localização das respectivas sessões e como fazer a justificação daqueles que estão fora do domicílio eleitoral.

Gilson Rech Fernandes Júnior, 25 anos, era um deles. Eleitor de Lages, na Serra Catarinense, ele foi ao IEE para justificar seu voto. “Mudei para Florianópolis há poucos meses para trabalhar e não foi possível transferir o título para cá”, explicou. Ele lamentou o imprevisto, pois gostaria de votar. “É um momento muito difícil para o país, que está tão dividido”, comentou. 

Fonte: Agência ALESC