Saúde e Educação de Criciúma promovem eventos em prol do bem-estar de crianças e adolescentes

- PUBLICIDADE -

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

A Prefeitura de Criciúma, por meio das Secretarias de Saúde e de Educação, e a Casa Guido, realizaram dois eventos em alusão ao Setembro Dourado, voltado ao câncer infantojuvenil e ao Programa Saúde na Escola (PSE), que define a saúde como uma das competências gerais que devem ser desenvolvidas ao longo da Educação Básica. Os atos ocorreram na última quinta-feira (29) no Teatro Municipal Elias Angeloni.

- PUBLICIDADE -

“Assim como o Amarelo, o Setembro Dourado também é importante e está relacionado ao câncer infantojuvenil. É um período utilizado para fazer um alerta para as famílias e profissionais de saúde sobre a importância do diagnóstico precoce e tratamento”, afirma o secretário municipal de Saúde, Arleu da Silveira. “Vamos dar importância ao diagnóstico precoce. Falar sobre o câncer infantil, é falar sobre o tempo. Nossas taxas de cura são maiores para os casos diagnosticados mais precocemente”, completa.

Presente no evento, o coordenador do programa de diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil da Casa Gudio, Schneider Neves, relata que a maioria das crianças que entram no setor de oncopediatria do Hospital São José já estão com diagnóstico avançado, sendo que no último mês foram nove nesse estágio. “O diagnóstico precoce pode mudar esta realidade. Esse é o intuito da Casa Guido, além de acolher os que já estão conosco, que são hoje 72 pacientes, é de levar para fora dos portões o conhecimento, a conscientização e a sensibilização aos profissionais de saúde e educação, também levando a importância aos nossos gestores municipais para que possam estar ao nosso lado sendo parceiros no combate do câncer infantojuvenil”, reforça.

Programa Saúde na Escola

Também durante o ato, a Secretaria de Educação apresentou as metas do Programa Saúde na Escola (PSE), com o foco na saúde auditiva. O encontro foi destinado a formação dos agentes comunitários, professores e gestores responsáveis pelas unidades de ensino.

“A importância para os estudantes é justamente excluir qualquer problema com alteração auditiva que possa implicar no desenvolvimento da aprendizagem. Então, adotamos a estratégia de explicar aos agentes toda a fisiologia da audição e quais são os cuidados e desenvolvimento em cada etapa da vida, focando nesse período escolar entre 0 até o final do ensino médio”, explicou a fonoaudióloga da Secretaria Municipal de Educação, Solange Castagnel.

Para a coordenadora da secretaria, Rubia Acordi, é no ambiente escolar que são adquiridos conhecimentos importantes para a vida e a promoção da saúde faz parte desses ensinamentos. “Com isso, a escola contribui para criar hábitos saudáveis que serão cultivados até a idade adulta, melhorando a qualidade de vida da população em geral”, ressalta. Além da saúde auditiva, as metas do PSE também são a saúde bucal, a acuidade visual e a prevenção às drogas.

“O objetivo é contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino”, destaca o secretário municipal de Educação, Miri Dagostim. Os eventos foram organizados pelo Núcleo de Educação Permanente em Saúde e Humanização (NEPSHU).

Fonte: Prefeitura de Criciúma