Secretaria de Educação realiza 3º Simpósio Municipal de Alfabetização

- PUBLICIDADE -

A Secretaria de Educação ganhou novas cores e cenários neste início de semana, com a realização do 3º Simpósio Municipal de Alfabetização. O encontro começou na terça (27) e terminou nesta quarta-feira (28), com apresentações culturais, contação de histórias, palestras e trocas de experiências exitosas que já são realizadas na Rede Municipal de Ensino. Este ano, o Simpósio trouxe como tema “…É tempo de Florescer!”. 

“A alfabetização é a base da educação e reflete em todo processo de ensino-aprendizagem. Se essa base não for sólida, toda construção do saber será falha. Se compararmos com uma flor, a caminhada da alfabetização tem o momento de plantar, cultivar e o de colher. Cabe a cada um de nós fazermos a nossa parte e auxiliar nesse processo de florescimento de cada um dos nossos alunos”, ressaltou a secretária municipal de Educação, Elisete Furtado Cardoso.

- PUBLICIDADE -

As atividades envolveram estudantes dos 1º e 2º anos de oito unidades da Rede Municipal de Ensino  com objetivo de promover reflexões sobre a alfabetização e suas práticas exitosas realizadas no Município. Durante a abertura do simpósio, na manhã de terça-feira (27), apresentações culturais, desfile das flores do alfabeto, contação de história com a professora Ana Isabel Souza da Silva e uma palestra sobre o Processo de Alfabetização: Perspectivas e Diálogos com a Arte Literária, com a professora doutora Elaine Cristina da Silva Martins. Ao longo dos dois dias, o simpósio contou ainda com atividades literárias, outras contações de histórias e oficinas de cubos mágicos.

“No processo de alfabetização e letramento das crianças, o uso da literatura infantil é uma ferramenta valiosa e indispensável. Este universo mágico desperta nelas a sede de ler e ouvir histórias contribuindo na formação da criança leitora”, comentou a professora Elaine Martins.

Na quarta-feira (28), duas contações de histórias foram realizadas de forma simultânea no auditório e no piso térreo da secretaria de educação. Enquanto um grupo de alunos prestigiava a contação “Marcelo, Marmelo, Martelo” pelo projeto Contarte da Univali, o outro se divertia com a “Floresta Encantada”, com os professores Alessandra Schlickmann e Bernates Sebastião da Costa Junior, da Escola Básica Maria José Hulse Peixoto, da Murta, que transformaram o auditório em um cenário lúdico, cheio de sons, cores e muita fantasia.

“Queremos agradecer a todos os participantes deste simpósio, em especial os nossos professores alfabetizadores. Através das vivências significativas realizadas nas nossas unidades de ensino, podemos verificar o quanto a criatividade, a perseverança, a disponibilidade e o envolvimento dos nossos profissionais têm contribuído para o desabrochar de cada criança no processo de ensino, proporcionando o pensar, o agir, o construir e o ressignificar”, enfatizou a diretora do ensino fundamental, Deigre Aparecida Ramos Godinho.

Fonte: Prefeitura de Itajaí