Árvores nativas embelezam fachada principal do Palácio Barriga Verde

- PUBLICIDADE -

Neste Dia da Árvore (21), a Assembleia Legislativa comemora um ano do plantio de três mudas representativas do Brasil e de Santa Catarina no jardim norte da fachada principal do Palácio Barriga Verde: o Pau-Brasil, que deu origem ao nome do nosso país, a Espinheira Santa, planta medicinal símbolo do estado, e a Imbuia, árvore símbolo de Santa Catarina. Os exemplares exóticos foram plantados em parceria com os dirigentes da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Afalesc) e do Sindicato dos Servidores da Alesc (Sindalesc).

O plantio fez parte do projeto denominado “Pegada Ambiental”, que entregou 40 mudas de espinheira santa aos parlamentares e visa estimular a divulgação aos visitantes do prédio destas espécies nativas. O projeto prevê ainda a instalação de um Jardim Medicinal dentro das dependências do Palácio Barriga Verde, mais especificamente nos jardins de inverno.

A data de 21 de setembro foi instituída a fim de conscientizar e ajudar os brasileiros a refletirem sobre a importância das florestas para os seres vivos. As florestas são base para a preservação da biodiversidade, dando equilíbrio aos ecossistemas. Além disso, estão relacionadas à situação de rios e ao abastecimento de água, necessárias à agricultura, indústria e ao consumo humano e desempenham papel fundamental na manutenção das temperaturas.

No Brasil há seis biomas: Caatinga, Pampa, Pantanal, Mata Atlântica, Cerrado e Amazônia. Uma das estratégias de preservação é a criação de unidades de conservação (UCs) e, segundo dados do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), há mais de 335 unidades federais desse tipo no país.

Fonte: Agência ALESC