Sábado tem vacinação no Alta Floresta

- PUBLICIDADE -

A Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite iniciada no dia 8 de agosto que se estenderia até o dia 9 de setembro, foi prorrogada pelo Ministério da Saúde. O Município de Chapeco além do horário normal durante a semana tem estendido a campanha de vacinação. No próximo sábado, dia 24, o posto de saúde do Bairro Alta Floresta estará aberto das 7h30 às 11h e das 13h às 16h30, ampliando a cobertura vacinal. O calendário Nacional de vacinação é composto de 18 vacinas para crianças e adolescentes. A multivacinação prossegue até o final do mês de setembro. Aproximadamente 40 mil postos de saúde em todo o Brasil continuarão abertos.

A vacina da poliomielite está disponível para crianças de um a cinco anos, os outros 18 imunizantes estarão disponíveis para todas as crianças e adolescentes até os 15 anos, serão atualizadas as seguintes vacinas: Hepatite A e B, Penta(DTP/Hib/Hep B), Pneumocócica 10 valente, VIP (Vacina Inativa Poliomielite), VRH (Vacina Rotavírus Humano) Meningocócica C (conjugada), VOP (Vacina Oral Poliomielite), Febre Amarela Tríplice Viral (Sarampo, Rubéola, Cachumba, Varicela e HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano).

Para os adolescentes estarão disponíveis as vacinas HPV, dT (dupla adulto), Febre Amarela, tríplice viral, Hepatite B, dTpa e meningocócica ACWY (Conjugada). Lembrando aos pais e responsáveis da caderneta de vacinação e um documento com foto. Aqueles que estão em atraso com as doses da vacina da covid-19 e a influenza, a Secretaria de Saúde do município informa que as mesmas estarão disponíveis prioritariamente para os adultos. No decorrer da semana até o final do corrente mês as unidades dos postos de saúde de Chapecó estarão disponibilizando as vacinas no horário das 7h30 às 11h e das 13h às 16h30.

O Ministério da Saúde enfatiza que a meta do ministério da saúde é imunizar 15 milhões de crianças reforçando que a atualização das vacinas aumenta a proteção contra as doenças imunopreviniveis, que podem levar ao internamento e surtos que consequentemente deixará sequelas e em alguns casos óbito, o último caso registrado de morte decorrente de poliomielite ocorreu em 1989. Em Chapecó são 13,2 mil crianças que estão aptas a ser vacinadas contra a poliomielite segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

Texto: Estagiário de Jornalismo Claudistoni R. Pinheiro sob a supervisão do Jornalista Darci Debona.

Fonte: Prefeitura de Chapecó SC