Obras da SC 406 entram em nova fase: vem aí a repavimentação asfáltica no período noturno

- PUBLICIDADE -

As obras da Prefeitura de Florianópolis de revitalização da SC-406 (Rodovia Antônio Luiz Moura Gonzaga), entre o Rio Tavares e o Porto da Lagoa, vão entrar na próxima segunda-feira (19) na fase de repavimentação asfáltica.O serviço será feito no período noturno para evitar transtornos ao trânsito. E duas situações viabilizam essa mudança de turno dos trabalhos: as condições operacionais e técnicas do serviço em si e a Licença Ambiental Operacional (LAO) do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) concedida à empreiteira Britagem Vogelsanger Ltda. As obras são conduzidas pela Secretaria de Infraestrutura.
 
O recapeamento da SC-406 vai ocorrer de segunda à sexta-feira, das 21h às 5h. Mesmo assim, o tráfego será desviado pela Avenida Pequeno Príncipe e pela Rua da Capela, e, quando necessário, vai ser adotado o fluxo alternado de veículos em meia pista, através do sistema Pare e Siga, no ponto em que estão sendo realizados os serviços. 
 
“Peço a compreensão da população, mas imagino que vai ser muito melhor, com menos transtorno do que agora no período diurno”, destaca o secretário de Infraestrutura, Valter Gallina, que trabalha com a previsão de término da repavimentação asfáltica até o final do ano. 
 
Também a partir de segunda-feira, as obras de restauração do sistema de drenagem em execução no período diurno desde a primeira quinzena de junho, também com apoio do sistema Pare e Siga, serão interrompidas de dois a três dias – até que seja concluída a implantação da rede pluvial em frente à empresa Pedrita. Lembrando que, neste caso, o sistema funciona na área em que está sendo feita a obra, de segunda à sexta-feira, das 9h ao meio-dia e das 13h30 às 17h.
 
A restauração do sistema de drenagem já foi realizada numa extensão de 3,1 km da SC-406, do Elevado do Rio Tavares até a Pedrita, faltando apenas cerca de 400 metros ou 15% da tubulação.
 
A obra
 
A Prefeitura está revitalizando a SC-406, ainda que seja uma rodovia estadual. A obra contempla o trecho municipalizado de 2,4 km, entre o Elevado e a Avenida Campeche, e mais 2,5 km da parte de responsabilidade do Governo do Estado, num total de 4,9 km, entre o Elevado do Rio Tavares, no Rio Tavares, e a Rua Vereador Osni Ortiga, no Porto da Lagoa, abrangendo, portanto, o Sul e o Leste da Ilha. Mas, ao todo, a via se estende por 8,3 km.
 
Dentre os serviços complementares, a principal novidade é a implantação de ciclofaixa bidirecional na lateral da rodovia, de forma descontínua, ou seja, vai variar de lado, conforme as larguras dos acostamentos da via, a fim de evitar desapropriações. Sendo que a ciclofaixa fará conexão com a ciclovia já existente na Osni Ortiga, e estará no mesmo nível das pistas de rolamento.
 
As obras representam um investimento no valor de R$ 11.847.000,00 e o prazo de conclusão total é de um ano.
 

galeria de imagens


Fonte: Prefeitura de Florianópolis