Garoa não impede demonstrações de amor à Pátria em Chapecó

- PUBLICIDADE -

A garoa que caiu em alguns momentos do Desfile de Sete de Setembro em Chapecó não impediu as demonstrações de amor à Pátria no Bicentenário da Independência do Brasil. Cerca de 2,7 mil pessoas e 68 veículos passaram pela avenida Getúlio Vargas nesta manhã de quarta-feira. E até o helicóptero do SAER fez um sobrevoo acompanhando a passagem da Polícia Civil.

Amanda Bringhenti Cordeiro, de sete anos, disse que gostou bastante das viaturas das forças policiais. Sua irmã Carolina, de nove anos, gostou das bandas do Marechal Bormann e Programa Viver. Além de segurar bandeiras do Brasil elas estavam vestindo casacos com toucas, que protegeram contra a chuva fina em alguns momentos.

Ambas estavam acompanhadas da avó Dileta Bringhenti, de 71 anos. “Viemos assistir ao desfile e celebrar a nossa liberdade, a liberdade do nosso país”, afirmou a moradora do bairro Passo dos Fortes.

Sua amiga Elenir Rocha Kunzler, 67 anos, veio de Nonoai para prestigiar o desfile. E foi vestida de verde e amarelo e com uma bandeira do Brasil.

Em seu discurso antes da abertura do Desfile, o prefeito de Chapecó, João Rodrigues, também segurou a Bandeira do Brasil. Citou os imigrantes que vieram para o país, tanto os que vieram há décadas ou até séculos, quanto os que vieram recentemente, com destaque para haitianos e venezuelanos.

“Eles vieram para reconstruir suas vidas num país democrático, numa nação que completa seu bicentenário de independência. Que nós possamos continuar a ser livres, que possamos ter nossa independência financeira com o suor do nosso trabalho, e que esta nação possa continuar a ser livre, com o direito de ir e vir e que possamos continuar a conviver harmoniosamente”, disse o prefeito.

O comandante da 4ª Região de Polícia Militar, coronel Jorge Luiz Haack, destacou que desde sua criação a Polícia Militar tem a missão de proteger e servir. E espera que o Brasil continue sendo uma nação de paz e prosperidade.

A secretária de Educação, Astrit Tozzo, explicou que o tema escolhido para o desfile foi Família e Escola, destacando a importância desta união para a formação de cidadãos e também no enfrentamento da situação da pandemia e no trabalho pós-pandemia. As 86

unidades escolares do município foram divididas em cinco blocos, mostrando os trabalhos desenvolvidos, que incluem até a fabricação de protótipos de foguetes e ações de combate ao mosquito da dengue.

Outras autoridades civis e militares também prestigiaram o desfile, que durou cerca de duas horas e teve a seguinte ordem:

1º – Banda do Programa Viver Ações Sociais

Rede Municipal: Tema geral: Família e Escola

2º – Núcleo 1: Família e escola: construindo pontes e vínculos por um bem maior

3º – Núcleo 2: Família, a primeira escola de valores

4º – Núcleo 3: Projetando o futuro através de uma educação humanizada

5º – Núcleo 4: O futuro depende do que fazemos no presente. (Mahatma Gandhi)

6º – Núcleo 5: Nossa força faz o sucesso da educação

Rede Estadual

7º – Banda Estudantil Marechal Bormann

8º – EEB Marechal Bormann

9º – EEB Cívico Militar Professora Irene Stonoga

10º – EEB Professora Zélia Scharf

11º – EIEF Fen`nó

12° – Cedup Chapecó

Rede Particular

13º – Maple Bear Chapecó

14º – Colégio Marista São Francisco

15º – Colégio Logosófico

16º – Centro Educacional Dom Bosco

17º – Colégio Adventista de Chapecó

Universidades

18º – Universidade do Oeste de Santa Catarina – Unoesc

Escoteiros

19º – Grupos de Escoteiros (1º Maçarico; 2º Tupancy; 3º Xapecó e 4º Ximbangue)

Segurança Pública

20º- Polícia Militar;

21º- Polícia Militar Rodoviária;

22º- Polícia Militar Ambiental;

23º- Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina;

24º- Polícia Federal;

25º- Polícia Rodoviária Federal;

26º- Polícia Civil;

27º- Polícia Penal;

28º- Departamento de Administração Socioeducativa – DEASE;

29º- Polícia Científica de Santa Catarina;

30º- Guarda Municipal e Defesa Civil.

Fonte: Prefeitura de Chapecó SC