Setembro amarelo traz alerta sobre saúde mental

- PUBLICIDADE -

O girassol, cuja cor e energia estimulam uma vida mais alegre e feliz, será o símbolo da Campanha Setembro Amarelo em Chapecó, que é o mês dedicado a prevenção ao suicídio. O girassol estará presente nos materiais divulgados nas redes sociais da prefeitura, nos murais da Secretaria de Saúde e em outras ações previstas.

Uma das ações desenvolvidas pela Secretaria de Saúde em alusão a Campanha do Setembro Amarelo foi a emissão do alerta pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde, informando sobre o aumento do número de casos de tentativas de suicídio e suicídios. Este mesmo documento reforça a necessidade de intensificar ações de prevenção e promoção em saúde pelos profissionais de saúde.

Para esse atendimento os serviços da rede de saúde de Chapecó, estão sensibilizados e preparados para atender essas demandas do município, contando com os Centros de Saúde da Família, para um atendimento inicial e orientação, ou então os serviços especializados, que são os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS II, CAPS AD, CAPSi e UA) e, em casos de urgência, o PA da Efapi e a UPA.

Equipes de Saúde Mental do CAPS II, CAPS AD, CAPSi e UA estarão desenvolvendo em algumas unidades de saúde salas de espera, divulgando informações sobre os sinais e sintomas dos transtornos psíquicos associados ao risco suicida.

Também serão realizadas ações de matriciamento das equipes em saúde mental, oferta de curso de atualização para enfermeiros que atuam nesta área, desenvolvido pela UFFS, além de palestra “Inteligência Emocional e Hipnose”, prevista para 24 de setembro, no Centro de Eventos.

“Neste mês que remete a prevenção de agravos em saúde mental, queremos chamar a atenção para a valorização da vida e atitudes saudáveis que englobam as relações de afeto, as atividades de lazer, a empatia, o respeito, a espiritualidade e a solidariedade”, disse a diretora de Atenção à Saúde de Chapecó, Gessiani Fátima Larentes.

O gerente de Vigilância em Saúde, Rodrigo Momoli, orientou para que os familiares, amigos, educadores fiquem atentos aos sinais de depressão, isolamento social, falta de interesse para atividades cotidianas e, nesses casos, procurem os serviços de saúde para atendimento e orientação.

Fonte: Prefeitura de Chapecó SC