Seminário “Prontas para Mudar” reúne mais de 400 mulheres

- PUBLICIDADE -

O Município de Itajaí, por meio da Fundação de Educação Profissional e Administração Pública de Itajaí (Feapi), promoveu na noite desta quinta-feira (25), o seminário “Prontas para Mudar”. O evento, exclusivo para mulheres, realizado no auditório do Centreventos de Itajaí, teve como foco a discussão de políticas que auxiliem na prevenção e consequente redução dos casos de agressão contra meninas e mulheres e reuniu mais de 400 participantes, como a coordenadora de logística, Karina Ferrarini.

“Muito importante a gente participar deste encontro, que visa proporcionar, para nós mulheres, importantes momentos de reflexão, informação e também de entretenimento. Precisamos estar atentas, porque a violência não é somente aquela física, existem também as violências psicológicas, verbais, financeiras e até abusos”, comentou.

Para acessar o evento, as participantes tinham que fazer a doação de pacotes de absorvente, que depois serão doados para meninas e mulheres em situação de vulnerabilidade. A estimativa é de que aproximadamente 500 pacotes tenham sido arrecadados.

O seminário contou com um espaço interativo para esclarecer dúvidas sobre a violência contra à mulher, com a participação da Dra. Adriana Spengler, vice-presidente da Associação dos Advogados Criminalistas (Abracrim/SC) e mestre em ciências jurídicas pela Univali, Luciane Görmann, pós- graduada em direito constitucional e direito processual penal e guarda municipal de Itajaí, atuante na guarda de proteção à criança, ao adolescente, à mulher e ao idoso (Gpcami), a psicóloga Gleice Barros da Silva, com carreira desenvolvida na área de psicologia social voltada à violência de gênero e saúde mental e a enfermeira Ana Tereza Canziani Boschi, atualmente supervisora da saúde da mulher de Itajaí.

“O Prontas para Mudar se propõe a ser um evento de reflexão, no sentido que nós possamos analisar e interpretar as nossas posturas e crenças, identificar os possíveis abusos sofridos e, a partir disso, realizarmos mudanças de atitude. Precisamos colocar a nossa dignidade enquanto mulher, profissional, mãe, esposa, acima de tudo e exigirmos, cada vez mais, respeito por quem somos e por quem queremos ser. Que independente da idade, dos sentimentos e das condições, nós possamos sempre estar prontas para mudar e vivermos a vida que merecemos viver”, destacou a Diretora Executiva da Feapi, Ivana Teixeira.

O encontro contou, ainda, com a apresentação do projeto “Mulheres em Frente”, que ensina, no tatame, técnicas de prevenção e enfrentamento à violência, com a participação das alunas da APAE; música ao vivo com Andreza Flores, sorteios de brindes e desfile, que objetivou valorizar a mulher e suas diferenças físicas e intelectuais, com uma participante mais que especial: Dete Pexera.

“Cheirosas, eu não poderia deixar de participar desse momento, que busca alertar as mulheres sobre as variadas formas de violência. A luta pelo fim da violência contra a mulher não pode parar! As estatísticas estão aí e não podem nos silenciar. Parabéns a Feapi e ao Município de Itajaí por esse grandioso evento”, declarou.
 

Fonte: Prefeitura de Itajaí