Há um ano começava em BC uma obra que mudou a cidade

- PUBLICIDADE -

Nesta segunda-feira (22), Balneário Camboriú comemora um ano da chegada da draga Galileo Galilei e do início efetivo da obra de recuperação da faixa de areia da Praia Central. Em pouco mais de dois meses, mais de 2 milhões de metros cúbicos de areia nova foram trazidos à Praia Central e espalhados por homens e máquinas, aumentando a largura da praia de 25 metros, em média, para 70 metros, numa obra que foi notícia em todo Brasil e no exterior.

“A areia para o preenchimento foi trazida à praia em menos de três meses, mas seus efeitos mudaram Balneário Camboriú e a percepção das pessoas e do país em relação a nossa cidade. Servimos de exemplo para muitas outras obras de alargamento e proteção costeira pelo Brasil afora. A visibilidade que a megaobra deu à cidade atraiu o olhar do mundo inteiro para Balneário Camboriú. E, sobretudo, e isto é muito importante, esta obra, projetada para ser uma obra de proteção costeira, provou, com o ciclone que recentemente passou pelo litoral catarinense, sua eficácia ambiental. Sem o alargamento da Praia Central, episódios como este do ciclone provocariam destruição de estruturas urbanas ao longo da orla, como já acontecido em outros episódios climáticos anteriores. A Nova Praia Central é uma realização de nossa cidade e de nossa gente. Uma conquista de todos nós, que a saudamos com alegria e orgulho!”, comemora o prefeito Fabrício Oliveira.

O sucesso da obra de recuperação da faixa de areia da Praia Central de Balneário Camboriú impulsionou obras semelhantes em muitas outras cidades litorâneas brasileiras em que o mar avança sobre a praia e as estruturas da orla. Durante sua execução, a obra de alargamento foi visitada por prefeitos e técnicos de outras cidades que a vieram conhecer de perto. A draga Galileo Galilei chegou em Balneário Camboriú no dia 22 de agosto e partiu em 31 de outubro do ano passado.

“A recuperação da orla da Praia Central criou um espaço enorme e bem-vindo pelas pessoas que o frequentam, espaço este que receberá, também, uma reurbanização de primeiro mundo, com muito verde e áreas de lazer. Ainda na esteira desta megaobra, houve valorização significativa dos imóveis em todo o município e em nossa região. Novas atrações vieram para Balneário Camboriú e outras mais virão. Diariamente, empreendedores entram em contato com a Prefeitura querendo conhecer melhor a nossa cidade, isto significa crescimento econômico, e criação de emprego e renda para a nossa gente”, pontua o prefeito.

__________

Dados da Recuperação da faixa de areia da Praia Central

Objetivo da obra foi devolver à orla as mesmas condições que tinha no passado.

Largura da praia passou de 25 para 70 metros, em média.

Tamanho da Praia Central: 5,8 km.

Areia veio de jazida a 15 km da costa.

Quantidade de areia trazida para a orla: 2,2 milhões de metros cúbicos

Obra de proteção estrutural da orla vem sendo debatida desde os anos 1990.

Plebiscito foi feito em 2001, acompanhado pelo TRE/SC, apontou que 71% dos que se manifestaram foram favoráveis à obra.

Depois da concessão da LAP em 2018, estudos foram contratados em cumprimento das 42 condicionantes.

Em 15/12/2020 foi autorizada a Licença Ambiental de Instalação (LAI) da recuperação da faixa de areia da Praia Central de Balneário Camboriú.

No dia 18/12/2020 foi assinado o contrato com o Consórcio DTA / Jan De Null, vencedor da licitação.

Tubos para a obra começaram a chegar em março deste ano.

Draga Galileo Galilei começou o preenchimento em 22 de agosto deste ano

A última descarga da draga foi em 31 de outubro do corrente.

A obra findou em 30-11-2021

_____________________

Gabinete do Prefeito
(47) 3267-7019

Diretoria de Comunicação
Jornalista: Ivan Rupp
Imagens: Divulgação PMBC
(47) 3267-7197

www.instagram.com/prefeituradebc 

FOTOS

Fonte: Prefeitura de Balneário Camboriú