Concerto de corais celebra aquisição de novo órgão da Igreja Matriz


Cinco corais de Itajaí se apresentarão nesta quinta-feira (23), às 20h30, em um concerto de música sacra que celebra a aquisição do novo órgão – Johannus Opus 20 – pela Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento. A apresentação será após a missa, com entrada franca, e contará com a participação de artistas convidados que tocarão no novo instrumento musical da Igreja Matriz.

O órgão é um Johannus Opus 20 fabricado na Holanda. Ele pertenceu à Catedral Basílica Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida (Capela São José). Trata-se de um órgão sampleado, que não é um órgão de tubos, mas é composto por dois manuais (teclados), uma pedaleira de trinta e duas notas e vários registros que reproduzem a sonoridade do órgão de tubos.

O instrumento musical recebeu a benção do pároco Pe. Éder Claudio Celva e ecoou oficialmente pela primeira vez na missa das 9h30 do dia 29 de maio. Agora, os corais cantarão em volta do órgão, que será tocado pelos instrumentistas Alberto Damián Montiel e Samuel Aubourg. Participarão do concerto os seguintes grupos: Coral Litúrgico do Santíssimo Sacramento, Associação Coral Villa-Lobos, Coro Carpe Diem, Coral da Igreja Luterana e Coro Vozes do Vale.

Como o órgão está instalado no coro (mezanino) da igreja, haverá transmissão em tempo real na lateral do altar para o público assistir a apresentação ao vivo. 

Sobre os corais participantes

A música sempre esteve presente na Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento de Itajaí, desde a sua fundação em 1955. Em dezembro de 1981, se constituiu o Coral Litúrgico do Santíssimo Sacramento. Desde então, o grupo exerce atividades de forma gratuita e ininterrupta, tanto na música sacra quanto na religiosa. Ao longo da sua história, contou com a fundamental colaboração dos regentes, entre os quais: Valmor Kreusch, Normélio Weber, Telmo Tomio, Jair Maciel Rosa e Marcos Domingos. Atualmente, está constituído por 15 componentes, sob a regência de Mário Uriarte Neto e é acompanhado pelo pianista Samuel Aubourg.

A Associação Coral Villa-Lobos foi fundada em 1974. Teve como regente, até 2021, o maestro Jair Maciel Rosa (in memorian). Hoje está sob a regência de Alberto Damian Montiel, com acompanhamento do pianista Jonathan da Silva. O grupo tem repertório eclético e participa de eventos tradicionais da cidade e região, a exemplo do projeto Música no Museu, Noite dos Candelabros e o Natal EnCanto.

O Coro Carpe Diem, fundado em 1986, é uma iniciativa de Emmanuel Osiris Sezerino, apoiada por seus pais: Carmen Pitz Sezerino e Paulo Sezerino. Inicialmente com trabalho com crianças. A evolução foi crescente. Em 1992, foi convidado e cumpriu as metas para ingressar na Federação Nacional dos Meninos Cantores do Brasil. Seu repertório é constantemente renovado em função de suas múltiplas participações em diversas ligas e associações de canto coral. Tem uma longa trajetória de concertos, organização e realização de eventos na cidade de Itajaí e região. É formado atualmente por 20 cantores, sob a regência, desde a fundação, do maestro Paulo Sezerino.

O Coral Luterano, da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana de Itajaí (IECLB), iniciou suas atividades entre 1976 e 1977, época em que a maestrina Emília Probst tomou a iniciativa de convidar pessoas para participar do grupo atual. Atuaram como regentes do grupo: Emília Probst, Erno Schlenker, Clarice Decker, Ruth Maier e Jair Maciel Rosa. O repertório está focado na música sacra. Em 2021, Lilian Lucindo, que atuava como pianista do grupo, assumiu a regência após o falecimento de Jair Maciel Rosa.               

O Coro Vozes do Vale foi criado em março de 1994, por Henrique Antônio Effting, que reuniu um grupo de amigos e fundou a Associação Coral Vozes do Vale, inicialmente um coro litúrgico católico. Posteriormente, foram acrescentadas ao repertório músicas de diferentes estilos e nos dias atuais, o grupo interpreta preferencialmente música clássica: ópera, música sacra erudita e canções  antigas. Tem reconhecida trajetória de concertos na cidade de Itajaí e região, sendo seu objetivo divulgar a música coral erudita e o canto lírico a todos os públicos. Até 2021, foi regido por Nilton Silva, vítima da covid-19. Atualmente, é composto por 30 cantores, sob a regência do maestro Fernando de Carli.

Comente com o Facebook