Equipe da prefeitura de Camboriú trata de esgoto sanitário com Aresc


Saneamento básico é um dos assuntos mais discutidos na atual gestão. No momento a discussão é sobre como implantar o sistema de coleta e tratamento de esgoto com menor custo para o munícipe. Nesta segunda-feira, dia 20, o prefeito de Camboriú, Elcio Rogério Kuhnen, o secretário de Saneamento Básico, José Pedro Costa e o procurador Hélio Derenne Filho, estiveram reunidos na Agência Reguladora de Serviços Públicos (Aresc), em Florianópolis.

A reunião foi realizada a pedido da prefeitura para estabelecer, junto à Concessionária Águas de Camboriú, a prazo para apresentação de três propostas para a implantação do esgotamento sanitário na cidade. “Nosso objetivo é avançar nessa questão que é nossa maior missão – implantar o sistema de esgoto sanitário com o menor impacto para o bolso do nosso cidadão”, destaca o prefeito.

O presidente da Aresc, João Carlos Grando, e a presidente da Águas de Camboriú, Reginalva Mureb, participaram da reunião por vídeo. “O que estamos propondo uma alteração no contrato tendo como prioridade o esgoto”, comenta José Pedro.

Ficou acordado um prazo de 20 dias para a Águas de Camboriú apresentar os estudos, criando três cenários com aditivo de prazo maiores para cobrança de valores, licenciamentos ambientais e terreno para a construção da Estação de Tratamento de Esgoto.

“Vamos dar celeridade para averiguar esse estudos. Nossa preocupação segue a linha do prefeito: a amortização de tarifas”, explica o diretor de regulação, Silvio César dos Santos Rosa.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News
Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News
Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Comente com o Facebook