Nem homem com vísceras expostas é prioridade para o governo, diz Sargento Lima


O deputado Sargento Lima (PL) levou à tribuna da Assembleia Legislativa o caso de um homem que está com as vísceras expostas e aguarda cirurgia há um ano e dois meses. Este homem é um trabalhador de Joinville e não tem perspectiva de quando a cirurgia será realizada.

Sargento Lima questionou o Governo Moisés sobre o que é prioridade para definir a fila das cirurgias, que soma 120 mil pessoas. Ele mostrou no telão do plenário o depoimento do paciente. Este contou que fez uma primeira cirurgia no estômago, e seu intestino foi deixado do lado de fora até a segunda parte do procedimento. E já se passou mais de um ano.

O parlamentar alertou que não pode nem ligar para a Secretaria de Estado da Saúde e pedir que o caso seja resolvido. “Se eu fizer isso, vou ser acusado de prevaricação. Mas dar prioridade a este paciente é um ato cristão. O Ministério Público deve se mexer para que o caso seja resolvido”, enfatizou Sargento Lima.

Comente com o Facebook