Confecção dos tapetes e procissão de Corpus Christi causará mudanças no trânsito de Camboriú


Principais vias do Centro serão fechadas às 7h e serão liberadas às 20h nesta quinta-feira, dia 16. No bairro Monte Alegre o fechamento das ruas será feito às 4h e será liberada ao meio dia

O Departamento de Trânsito de Camboriú (Demutran) promoverá mudanças no Transito do município durante a confecção de tapetes e celebração do Corpus Christi. As principais vias do Centro e algumas ruas do Monte Alegre serão interditadas para que os fiéis celebrem o corpo de Cristo nesta quinta-feira, dia 16. A Polícia Militar estará no local para auxiliar a comunidade e a Secretaria de Obras realizará a limpeza das vias.

No Centro, as Ruas José Francisco Bernardes, Presidente Costa e Silva, Oscar Vieira e Benjamin Vieira receberão os tapetes, assim as seguintes Ruas paralelas serão fechadas: Luiz V. dos Santos, Francisco Barreto, Pedro Sault Junior, Cinco de Abril, Basílio da Silva, Andrônico Pereira e Antônio Bittencourt. Para ter acesso a essas ruas e atravessar o Centro, a Rua Justiniano da Silva Neves ficará aberta para a passagem de veículos. As vias serão fechadas às 7h e serão liberadas às 20h.

Já na localidade do Monte Alegre serão interditas completamente as ruas Monte Neblina e Monte Nevada e parcialmente (uma pista) as ruas Monte Agulhas Negras e Monte Bonete. No Distrito o fechamento será feito às 4h e será liberada ao meio dia.

Corpus Christi

O feriado de Corpus Christi celebrada o corpo e o sangue de Cristo, materializado na Santa Eucaristia. A celebração é realizada anualmente 60 dias depois da Páscoa, sempre na segunda quinta-feira depois do Domingo de Pentecostes.

A origem

O Corpus Christi começou a ser celebrado no século XIII, quando a Igreja Católica viu a necessidade das pessoas sentirem a presença real de Cristo.

De acordo com a história, existia um sacerdote chamado Pedro de Praga que vivia angustiado por dúvidas sobre a presença de Cristo na Eucaristia. Então, decidiu ir em uma peregrinação ao túmulo dos apóstolos Pedro e Paulo em Roma, para pedir o dom da fé. Ao passar por Bolsena, na Itália, enquanto celebrava a Santa Missa, foi novamente acometido pela dúvida. Na hora da Consagração veio-lhe a resposta em forma de milagre: a hóstia branca transformou-se em carne viva.

Com isso, o Papa Urbano IV pediu para que os objetos fossem levados para Oviedo em uma procissão, e assim foi instaurada a festa de Corpus Christi.

Tradição dos tapetes

Os tapetes de Corpus Christi são comuns em várias cidades do Brasil e Portugal, sendo confeccionados durante a celebração do dia de Corpus Christi. A prática surgiu  em Portugal e foi difundida no Brasil durante a colonização. Os tapetes representam cenas bíblicas, objetos devocionais ou simples temas ornamentais sobre as ruas em que a procissão da Eucaristia passará.

 Os tapetes, tradicionalmente são confeccionados de serragem e sal coloridos, além do uso de borra de café, areia, flores, farinhas, dentre outros.

Comente com o Facebook