Jucesc completa 129 anos contribuindo com o desenvolvimento econômico e com o ambiente de negócios em Santa Catarina


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News 

O ano era 1893 e quem queria registrar ou legalizar um negócio, precisava se deslocar ou enviar documentos pelos correios até um representante da Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc). Lá, funcionários anotavam todas as informações à mão. Somente em 1981, que uma sede própria foi inaugurada na Avenida Rio Branco e nesse tempo, a máquina de escrever começava a surgir para auxiliar no trabalho do dia a dia.

Com o surgimento de novas tecnologias ao longo do tempo, a Jucesc reduziu gastos e tempo. Desde 2019, a instituição é 100% digital: todos os livros mercantis passaram a ser digitais; foi criado o sistema digital para leiloeiros, que permite obter a matrícula, realizar o recadastramento, autenticação dos livros, entre outras atribuições, direto de casa; a baixa de empresas de qualquer modalidade também passou a ser de forma automática e sem a preocupação com os custos da certificação digital para assinaturas; para o registro na Junta, a viabilidade é liberada de forma automática, sem análise humana; foi lançado novo sistema para solicitar Certidões Simplificada e o aplicativo telegram começou a ser utilizado para trazer mais rapidez às informações de interesse dos usuários.

De lá para cá, muita coisa mudou, mas a missão continua a mesma: ser a guardiã dos registros de empresas em Santa Catarina contribuindo para o desenvolvimento econômico e com o ambiente de negócios do Estado. Nesta segunda-feira, 16, a Junta Comercial, vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), completa 129 com 1.149.232 empresas ativas no Estado e em homenagem foi realizada uma Sessão Especial no Plenário Francisco Antônio Zanon, na sede da Jucesc em Florianópolis.

Para a presidente da Junta Comercial de Santa Catarina, Renata da Silva Wiezorkoski, a tecnologia é motivo de comemoração já que garante mais segurança e agilidade no trabalho. “Temos orgulho dos grandes avanços que tivemos ao longo destes 129 anos na nossa jovem senhora – Jucesc, principalmente, nos últimos dois anos. Tornamo-nos uma autarquia modelo e figuramos entre as melhores no âmbito nacional. Com a implantação do registro automático, reduzimos o tempo de abertura de empresas para poucos minutos, um marco para nós que acreditamos na desburocratização. Essa e muitas outras conquistas só foram possíveis com a ajuda de todos os nossos servidores e parceiros, a quem agradeço imensamente. Continuaremos atendendo aos anseios de nossa sociedade sempre rumo à modernidade”, destaca.

Atualmente, 290 municípios catarinenses estão integrados ao sistema da Jucesc, permitindo ainda mais agilidade na legalização e registros de empresas. Em 2022, a meta é integrar todas as 295 cidades, além de iniciar a incorporação com cartórios.

“Desde 1893 a Junta Comercial registra o nascimento das primeiras empresas que surgiram no Estado. Sua história está entrelaçada ao crescimento e desenvolvimento de Santa Catarina. A Junta evoluiu e acompanhou a evolução de importantes empresas catarinenses. Hoje se consolida com uma instituição moderna, ágil e 100% digital, exercendo um papel fundamental no incentivo ao empreendedorismo catarinense. Por meio da liberdade econômica simplifica a abertura de novos negócios e representa o DNA do empreendedor que investe e aposta no Estado”, avalia o secretário interino da SDE, Jairo Luiz Sartoretto.

Ranking dos 10 municípios com empresas ativas no Estado 

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Afinal, o que é a Junta Comercial?

A Jucesc é responsável por registrar e dar publicidade aos atos constitutivos, realizar alterações e extinções dos empresários, das empresas individuais de responsabilidade limitada, das cooperativas e sociedades empresárias do Estado de Santa Catarina; conceder a matrícula e o cancelamento dos leiloeiros, tradutores públicos e intérpretes comerciais, trapicheiros e administradores de armazéns gerais; arquivar atos das empresas mercantis registradas e dos agentes auxiliares do comércio; e promover o assentamento dos usos e práticas mercantis.

Para saber como registrar e legalizar seu negócio, veja esse guia explicando o passo a passo: http://www.jucesc.sc.gov.br/index.php/passo-a-passo

Observatório Jucesc

O Observatório Jucesc é uma ferramenta disponibilizada pela Junta Comercial de Santa Catarina para os interessados em obter informações mensais sobre o procedimento de registro de empresas, quanto ao número de empreendimentos abertos e fechados no Estado e municípios catarinenses, inclusive com detalhes sobre o porte, natureza jurídica e os ramos de atuação. – https://scbms.jucesc.sc.gov.br/observatorio.php

SC Bem Mais Simples

Instituído pela lei 17.071/17, o SC Bem Mais Simples funciona por meio do Enquadramento Empresarial Simplificado (EES). Dessa forma, com base nas informações constantes da autodeclaração dos empreendedores, a lei permite que estabelecimentos com baixo potencial poluidor, baixo risco sanitário e pouca complexidade sejam abertos de forma simples e ágil.

Hoje, 54 municípios catarinenses estão integrados ao Programa, 36 estão sendo treinados para adesão ao programa, 21 em fase de treinamento do sistema e 184 estão sendo articulados para aprovarem em suas Câmaras Municipais a Lei de adesão. Para saber mais, visite o link: http://scbms.jucesc.sc.gov.br/

Texto: Pablo Mingoti 

Mais informações para a imprensa:
Mariane Lidorio
Assessoria de Comunicação
Junta Comercial de Santa Catarina – Jucesc
Fone: (48) 3665-5900 / 99601-1488
E-mail: [email protected]
Site: www.jucesc.sc.gov.br 

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook