Osmar Vicentini, de Guabiruba, assume cadeira na Alesc por 60 dias

- PUBLICIDADE -


O empresário Osmar Vicentini (União), 65 anos, tomou posse na Assembleia Legislativa de Santa Catarina na manhã desta quinta-feira (12), em substituição ao deputado Felipe Estevão (União), que se licenciou por 60 dias do cargo por motivos particulares.

- PUBLICIDADE -

É a primeira vez na história que o município de Guabiruba, no Vale do Itajaí, terá um representante no Parlamento estadual. Vicentini, que nasceu e sempre morou no município, destacou esse ineditismo em seu discurso de posse. “Com muito orgulho, venho a esta Casa tomar posse como deputado estadual. Pela primeira vez, nosso município terá um assento na Assembleia.”

O novo deputado foi sete vezes vereador em Guabiruba, em mandatos consecutivos. Também foi secretário municipal. Em 2018, candidatou-se a deputado estadual pelo PSL e somou 13.918 votos, ficando na quinta suplência.

Na Alesc, pretende trabalhar por demandas do Vale do Itajaí, em especial dos municípios de Guabiruba, Nova Trento e Botuverá. Entre os encaminhamentos, estão melhorias no abastecimento de água em Guabiruba e a construção de uma terceira faixa na rodovia que liga Brusque a Nova Trento.

“Quero sempre estar presente, cumprir com meu trabalho nesta Casa. Trazer as coisas necessárias para o bem-estar da população catarinense, em especial o Vale do Itajaí”, declarou.

Com uma imagem do Sagrado Coração de Maria na mão, Vicentini agradeceu aos familiares e amigos, presentes à posse, e aos demais suplentes do PSL pela oportunidade de exercer o mandato de deputado. “Minha posse era uma coisa quase impossível, mas a fé faz acontecer o impossível”, disse.

Ele também agradeceu ao deputado Felipe Estevão, que se licencia do mandato para tratar de assuntos particulares. “Estaremos juntos para dar continuidade ao trabalho do Felipe, para o bem-estar de todos”, afirmou Vicentini.

Vicentini recebeu as boas vindas dos deputados Coronel Mocellin (Republicanos), Jerry Comper (MDB), Fabiano da Luz (PT), Adriano Pereira (PT) e Jair Miotto (União). “Pela tua vontade e experiência, o Parlamento tem muito a ganhar”, disse Mocellin.